Frente Popular: razões para melhorar ainda mais a qualidade de vida

O candidato da Frente Popular ao governo, Tião Viana, e os candidatos às duas vagas ao Senado Federal, Edvaldo Magalhães e Jorge Viana, prosseguem nesta quinta-feira, a sua campanha eleitoral, mostrando para toda a população do Acre, desde Marechal Thaumaturgo até Assis Brasil, as razões pelas quais pretendem melhorar ainda mais a qualidade de vida dos acreanos.
Jorge0508
Tião Viana, Edvaldo Magalhães e Jorge Viana visitam logo pela manhã cedo o frigorífico Fri Boi para informar aos seus empregados que a prioridade do governo Tião Viana será o setor da produção, crescendo a renda e gerando os milhares de empregos que o Acre está necessitando, particularmente a sua população jovem.

Os três candidatos vão mostrar que a produção acreana será industrializada para ser vendida pela Rodovia do Pacífico à América do Sul, à costa oeste americana e aos países asiáticos através da Zona de Processamento de Exportação (ZPE), que está sendo implantada em Senador Guiomard. Essa ZPE exportará produtos a serem fabricados a partir de matérias-primas do Estado, tais como madeira, castanha, frutas tropicais, carnes e outras.

Ainda na quinta-feira, os três candidatos majoritários da Frente Popular vão se reunir com as lideranças de trabalhadores rurais, além de conceder entrevista à TV Rio Branco e de participar da inauguração do Comitê de Campanha da candidata a deputada Telma Chaves, do PT. (Assessoria)

Tião cobra conclusão da reforma da pista do aeroporto
O senador Tião Viana (PT-AC) ocupou a tribuna do Senado para apelar ao comandante do Exército, Enzo Martins Peri, para que o 7° Batalhão de Engenharia e Construção (BEC) conclua, de uma vez por todas, a reforma da pista do aeroporto de Rio Branco porque a população do Estado está sofrendo todo o tipo de contratempo com a redução da oferta de passagens nos vôos que saem e chegam à Capital. Além disso, os passageiros ficam correndo riscos de viajar em aeronaves que pousam ou decolam numa pista reduzida, como a que está agora.

“Quero fazer um apelo ao comandante do Exército, Enzo, no que diz respeito à situação do Aeroporto Internacional de Rio Branco. Nós temos uma pista de pouso internacional com margem de pouso de apenas 1.500 metros”, disse Tião Viana, para completar, em seguida: “É uma reforma que não acaba nunca. Está sob a responsabilidade do 7º Batalhão de Engenharia e Construção. Há uma situação de risco real para a nossa população”.

O senador acreano lembrou que não haveria uma condição logística suficiente do BEC para resolver o problema da pista. “Nós já fizemos veemente apelo à Infraero. Já fizemos apelo ao Ministério da Defesa. O governador do Estado (Binho Marques) já se posicio-nou”, enfatizou o senador. 

Para Tão Viana, são muitos meses de risco com a pista reduzida por causa da reforma. “A população está tendo restrição no acesso a aeronaves maiores, restrição de ocupação de aeronaves que aterrissam e decolam. Então, é uma situação de risco real. Eu espero, na confiança que tenho no Exército Brasileiro e no comandante Enzo, que ele possa adotar, sem adiamento, as medidas necessárias para proteger a população do Acre no seu direito de ir e vir”, finalizou o senador.

Assuntos desta notícia


Join the Conversation