Política nacional 30/09/2010

“Parecia que eu estava indo para a forca defender o meu marido”.


Weslian Roriz, candidata-laranja do marido Joaquim, avaliando seu primeiro debate.

Serra evitará o ‘tudo ou nada’ no debate de hoje
O candidato José Serra citou ontem “pesquisas internas” do PSDB, em conversas reservadas, para garantir a aliados que a disputa com Dilma Rousseff (PT) vai para o segundo turno. Ele está tão confiante que até desistiu da estratégia do “tudo ou nada”, no debate decisivo desta quinta, na TV Globo. Ele acha que Marina Silva (PV) e Plínio de Arruda Sampaio (PSOL) se encarregarão de “desconstruir” a rival do PT.

Jogando a toalha?
A decisão de Serra de evitar o “tudo ou nada” também foi interpretada por um dirigente tucano como sinal deque ele “jogou a toalha”.

Tá feia a coisa
À exceção do Datafolha, todas as pesquisas indicam que Dilma Rousseff vencerá com certeza  a disputa já no primeiro turno.

Tempus fugit
Dilma confia na militância para reverter a marola contrária na pesquisa. Mas uma coisa é bater bumbo para Lula, outra para a “réplica” do Lula.

Salada
Após dar vexame no debate dos candidatos ao governo do DF, quarta, a “laranja” de Joaquim Roriz, Weslian, virou “mulher-abobrinha”.

TC-DF exige…
O Tribunal de Contas do DF aprovou por unanimidade, dia 23, uma resolução proposta pelo conselheiro Ronaldo Costa Couto citando os responsáveis pelo sumiço de R$ 1,3 milhão da conta bancária do Fundo de Saúde, na Secretaria de Saúde do DF, entre 1997 e 1999. Entre os citados a devolverem dinheiro e se defenderem estão os ex-secretários Maria José Maninha, candidata a deputada pelo PSOL, e Jofran Frejat (PP), vice da candidata ao governo Weslian Roriz (PSC).

Responsabilizados
Citados pelo TC-DF, Maninha foi secretária de Saúde de janeiro de 1997 a abril de 1998. Na época, Frejat ocupou o cargo por 11 meses.

Deu trabalho
O TC-DF levou dez anos investigando a retirada do dinheiro da conta da Secretaria de Saúde sem a identificação de quem o recebeu.

Inocentes, claro
Maninha culpa o tesoureiro da Secretaria de Saúde e a assessoria de Jofran Frejat diz que “até onde sabe” ele nada tem a ver com o caso.

Líder da resistência
Dos senadores “marcados para morrer” por Lula, o único com chances de reeleição é José Agripino Maia (DEM-RN). Há dois anos, ele ajudou a eleger a prefeita de Natal, Micarla Souza (PV), apesar de Lula.

Tiro ao alvo
Lula se empenha para derrotar, além de Agripino Maia, senadores que detesta como Arthur Virgílio (PSDB-AM), Heráclito Fortes (DEM-PI) e Tasso Jereissati (PSDB-CE), agora em queda nas pesquisas.

Teremos Maciel?
“A crise é muito grave, mas lembre-se: ainda temos Marco Maciel”. A frase, repetida em situações limite, tem sido lembrada em Brasília por políticos aflitos com o desempenho eleitoral do senador do DEM-PE.

Caindo na real
A queda de Dilma tem odor de um velho movimento de institutos de pesquisa. É que, com a proximidade da verdade das urnas, os números das pesquisas, antes manipulados, finalmente caem na real.

Aldo 6565
Admiradores do jornalista e deputado federal Aldo Rebelo (PCdoB-SP) em todo o país cria-ram uma “boca de urna virtual”, pedindo votos para ele a eleitores de São Paulo: “Aldo Rebelo é 6565”, diz a mensagem.

‘Nunca antes’
Ou o presidente Lula “não sabia”, ou então “não leu” a lei que assinou, sancionando-a, exigindo dois documentos para votar na eleição e que o PT – em nome do lúmpem – derrubou no Supremo Tribunal Federal.

Tutti buona gente
No DF, o deputado Raad Massouh (DEM) faz propaganda jurando que respeita o contribuinte e a moralidade, mas ele tem apoio de Leonardo Prudente, aquele ex-deputado distrital que enfiou dinheiro nas meias.

Meu calhambeque
A Justiça Eleitoral perdeu o show, semana passada, do deputado Gonzaga Patriota (PSB-PE): entrou seu calhambeque “Roberto Carlos”, pedindo votos em pleno desfile oficial dos 115 anos de Petrolina.

Pensando bem…
…a ficha do Supremo ainda não caiu.

PODER SEM PUDOR

Teste da promessa

Respeitável cabo eleitoral e dono de um armazém de beira de estrada em Minas, seu Juca recebeu, certa vez, duas visitas simultâneas: os deputados Afonso Arinos (UDN) e Ovídeo Abreu (PSD), ambos interessados em conquistar seu apoio na reeleição. Juca fulminou:

– Vocês se lembram do que eu pedi na eleição passada?

Os dois pigarrearam, coçaram a cabeça, desconversam e foram embora. Um freguês perguntou a Juca o que afinal eles haviam prometido.

– Que eu me lembre, nada. Só queria ver o que eles diriam…

Assuntos desta notícia

Join the Conversation