Terminal Urbano é alvo de protesto contra demissões no setor de transporte

Entidades sindicais do Acre se mobilizaram ontem (27), no Terminal Urbano de Rio Branco, para protestar contra as demissões no setor de transportes coletivo. Os sindicatos cobram o cumprimento do acordo que vetava retaliações pós-greve e exigem o retorno dos trabalhadores que foram demitidos por justa causa.
Protesto2809
O movimento é liderado pelo presidente da Central dos Trabalhadores do Brasil (CTB) no Acre, Marcelo Jucá, que também responde pela presidência do Sindicato dos Urbanitários no Estado. Segundo ele, mais de 40 trabalhadores, incluindo toda a diretoria do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte de Passageiros e Cargas do Acre (Sinttpac), foram demitidos em virtude de participação na greve de ônibus realizada neste ano.

“Isso é um desrespeito com a sociedade e com os trabalhadores do transporte coletivo. Eles não podem fazer isso”, repudiou Marcelo Jucá, anunciando que os protestos vão continuar por toda esta semana. Além do Terminal, outros pontos de apoio devem ser utilizados pelas entidades sindicais.

A ex-presidente do Sinttpac, Celina Ferreira, estava entre os manifestantes. Ela, que além da presidente exercia a função de motorista de ônibus, está fora de atividade desde o dia 27 de agosto, como teve comunicada a sua dispensa por justa causa. A alegação é de que a greve promovida pelo sindicato foi abusiva.

Celina ajuizou reclamação trabalhista na Justiça do Trabalho e tem audiência agendada para o dia 14 de outubro, quando pode haver conciliação das partes. Segundo ela, houve quebra de acordo por parte das empresas, que se comprometeram a não promover retaliações após o fim da greve. O pacto teria sido selado na presença de representantes da Superintendência de Trânsito e Transportes da Capital (Rbtrans) e da Prefeitura de Rio Branco.

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation