Gazetinhas 15/10/2010

* Ainda ontem o comentário na cidade era o temporal de terça, moradores e empresários calculando seus prejuízos.

* Mas passado o susto, é hora de voltar ao trabalho. Ou não, já que hoje é sexta-feira. Bah!

* Ponto para o prefeito Raimundo Angelim e o governador eleito Tião Viana que anunciaram a contratação de 400 agentes de endemias para enfrentar uma possível epidemia de dengue na Capital.

* Uma medida urgente e necessária, já que o Estado tem grandes chances de viver uma nova epidemia da doença em 2011, como bem alertou o Ministério da Saúde recentemente.

* Não queremos ver, todo ano, aquele Deus nos acuda, de postos de saúde lotados com acreanos dengosos, murchos, sem lugar nem pra sentar. A dengue mata, tem de ser levada a sério!

* Outra doença que tem lotado as Upas do Tucumã e Segundo Distrito é a catapora. Fala-se até em surto da doença.

* Só em setembro, foram 173 casos. Vacinação em massa, já!

* Corrida presidencial segue apertada, pesquisa Ibope mostra candidata Dilma com 53% dos votos válidos e Serra com 47%. Outra pesquisa, essa Sensus, divulgada ontem, mostra praticamente a mesma porcentagem.

* Já chegamos ao meio do mês, e o PV adiou para o próximo domingo a decisão sobre quem apoiará no segundo turno. Apoiará Serra, Dilma ou se manterá neutro? Façam suas apostas.

* Passando pelos altos da Antônio da Rocha Viana, o deputado federal reeleito, Flaviano Melo.

* Veio colocar a Boca no Microfone, no programa da 93,3 FM e aproveitou para agradecer à prefeitura por tapar os buracos na estrada do Apolônio Sales.

* Segundo ele, agora vai ficar mais seguro para os motoristas que trafegam pela estrada e, principalmente, para chegar até o Chalé bar!

* As discussões sobre o referendo do fuso horário tem sido assunto constante nas rodinhas, nos grupos, em toda parte. E você leitor, quer voltar para o horário antigo ou permanecer com o atual horário?

* É preciso colocar na balança todos os prós e os contras. É claro que impor uma mudança sem consultar a população não foi legal, mas devemos reconhecer as vantagens com o novo horário.

* No horário antigo, durante o Horário de Verão, por exemplo, quando eram 9 horas aqui em Rio Branco, em Brasília eles já estavam saindo para o almoço. Três horas de diferença é muita coisa.

* A propósito, o Horário de Verão começa a partir da meia-noite deste sábado e, com a nossa hora legal, voltamos a ter duas horas de diferença em relação ao horário de Brasília.

* Apesar de não precisarmos alterar nossos relógios, sentimos mudança na programação de TV, nos horários de abertura dos bancos e nos vôos.

* Interina Geisy Negreiros.

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation