Meio Ambiente: 562 vagas para 2º e 3º graus;salários de até R$ 5.441

Em entrevista exclusiva à Folha Dirigida, o coordenador geral de Gestão de Pessoas do Ministério do Meio Ambiente (MMA), Humberto Schloegl, informou que o órgão já encaminhou o pedido de proposta para algumas organizadoras para definir a empresa que ficará responsável pelo concurso para analista ambiental, cujo edital deverá ser liberado até novembro. A seleção se destinará ao provimento inicial de 200 vagas (todas em Brasília), que poderão ser preenchidas por quem possuir nível superior em qualquer especialidade.

Entretanto, Schloegl ressaltou que mais oportunidades poderão surgir durante o prazo de validade do concurso, que está indefinido. “Atualmente há 237 vagas desocupadas, porém a necessidade de pessoal nas unidades do MMA ainda é maior. Poderão haver novas convocações para suprir as vacâncias e desistências que ocorrerem no período de validade, que ainda não foi definido”, destacou.

Ainda a respeito da necessidade de pessoal, o coordenador geral de Gestão de Pessoas falou sobre o prognóstico de aposentadorias na pasta. “Há 33 servidores que já possuem requisitos para se aposentar, porém optaram por permanecer em atividade”, assinalou.

Os classificados, que serão estatutários (garantia de estabilidade), poderão receber remunerações iniciais de R$ 5.441,24, sendo R$ 3.375,64 de vencimentos básicos, até R$ 1.761,60 de gratificação de desempenho (no primeiro ano) e R$ 304 de auxílio-alimentação. “Após a primeira avaliação de desempenho, essa gratificação poderá ser de até R$ 2.202”, explicou o representante do MMA.

O órgão ainda concederá auxílio-transporte, auxílio-pré-escolar, plano de saúde (saúde complementar, para titular, dependentes legais e, inclusive, pais como agregados) e plano odontológico (todos os benefícios contém cotas de participação e requisitos para o recebimento). A carga de trabalho será de 40 horas semanais.

Humberto Schloegl ainda confirmou que o concurso realmente abrangerá as mesmas etapas da última seleção para analista ambiental, promovida no início de 2008, sob organização do Cespe/UnB. Desse modo, os concorrentes serão submetidos a provas objetiva e discursiva (redação), ambas previstas para a segunda quinzena de janeiro. “Os critérios de aprovação ainda não foram definidos, pois serão discutidos com a banca selecionada”, esclareceu, completando que não é certo que será utilizado o mesmo conteúdo programático.

Uma boa notícia para quem pretende participar do concurso é que o MMA tem a intenção de chamar os classificados no início do ano que vem. “As convocações estão previstas para serem efetivadas a partir de março de 2011”, assegurou o coordenador geral de Gestão de Pessoas, que ocupa o cargo desde o último mês de maio.

Outro atrativo da seleção é a valorização do servidor feita pela instituição, na visão de Schloegl. “Estamos realizando reuniões pontuais com o ICMBio, Ana e Ibama para integrar idéias e soluções voltadas para a melhoria de qualidade de vida dos servidores. Está em fase de elaboração a política e o plano de capacitação do servidor do MMA. Busca-se também a ampliação dos benefícios por meio de Acordos de Cooperação com instituições de ensino e lazer”, encerrou. (Folha Dirigida)

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation