Ação social leva serviços ao Mocinha Magalhães

Moradores do bairro Mocinha Magalhães participaram na manhã do último sábado, da ação social promovida pela Prefeitura de Rio Branco, por meio do recurso da Caixa Econômica Federal, no valor de R$ 25 mil, referente ao prêmio de Boas Práticas de Gestão Local.

As ações foram desenvolvidas pelo Sesi, que ofertou oficinas de culinária e saúde, artesanato, emissão de documentos, biblioteca com literatura infantil, brincadeiras e atendimento médico básico como vacinação, aferição de pressão arterial, entre outras atividades.

Para o coordenador do projeto de urbanização do Mocinha Magalhães, que foi vencedor do prêmio que resultou no momento de lazer para a comunidade e servidor da Secretaria Municipal de Obras Públicas, Francisco Muniz, as obras elevaram a auto-estima dos moradores e garantiram qualidade de vida.

“A comunidade mais uma vez teve prioridade, pois depois de todas as obras de pavimentação das ruas, condições adequadas de moradia, o que faltava foi realizado com esse recurso que era a questão da cidadania; fechando com chave de ouro o sucesso que foi esse projeto, pois o bairro agora é modelo para os demais da cidade de Rio Branco”, pontua.

Muniz apresenta ainda o resultado do projeto para a comunidade que foram: 162 empregos gerados no bairro, 869 moradores capacitados com cursos profissionalizantes, 180 pessoas capacitadas, 61 novos empreendimentos comerciais; retirada 370 toneladas de lixo dos igarapés, redução de 41% no índice de criminalidade, redução de 63% no número de doenças e diminuição na evasão escolar do bairro.

“Os moradores agora não precisam enfrentar lama ou ruas escuras no bairro, isso devolveu o acesso e o direito de ir e vir dos moradores, sem falar na construção da creche que é um suporte para as mães que trabalham fora, a criação de um centro comunitário, centro de saúde, quadra de esportes, instalação da rede de água e esgoto do bairro. É outra realidade para os moradores, é uma perspectiva de futuro melhor e ainda uma mudança de comportamento, pessoas com dignidade social contribuem para o crescimento da cidade”, ressalta.

Para a moradora e dona de casa, Maria Lenice Miranda, fazer parte da comunidade do Mocinha Magalhães agora é motivo de orgulho. Segundo ela as obras valorizaram não só os moradores, mas também o patrimônio das pessoas dando qualidade de vida. Ela também participou das ações sociais e diz ter conseguido o que faltava.

“Eu moro no bairro apenas quatro meses, fui presenteada com uma casa, pois morava em precárias condições às margens do igarapé. Além disso, todas as ruas do bairro agora estão asfaltadas ou com tijolos, o que garante às crianças acesso todos os dias na escola e, melhor, chegam limpas. Na festa tirei os documentos das crianças e era o que faltava, agora vamos fazer a nossa parte que é trabalhar e estudar para termos um futuro melhor”, conclui. (Ascom PMRB)

Assuntos desta notícia

Join the Conversation