Acre tem o segundo pior desempenho do Norte na geração de emprego

O Acre foi o estado com o segundo pior resultado na geração de emprego no mês passado dentro da região Norte. De agosto para setembro, o total de novas contratações aumentou apenas 0,32%. O desempenho está à frente somente de Tocantins, que no mesmo período apresentou alta de 0,08%. A economia acreana conseguiu admitir 205 trabalhadores.
Emprego22
O melhor resultado, dessa vez, ficou com Roraima. O Estado apresentou elevação de 1,70% no nível de emprego; em números reais, 600 contratações. Em seguida aparece Rondônia (1,12%),Amazonas (0,78%), Pará (0,77%) e Amapá (0,57%). Os dados fazem parte do último levantamento do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados).

O comércio foi o principal setor a empregar em setembro. Já se preparando para o bom momento de final de ano, os comerciantes foram responsáveis por assinar a carteira de trabalho de 147 pessoas. A indústria de transformação teve o segundo melhor desempenho, e contratou 91 trabalhadores.

No acumulado do ano, o Acre gerou 3.217 postos de trabalho; elevação de 5,26% quando comparado com igual período do ano passado. Esse é o melhor desempenho da série histórica do Caged. Já no acumulado entre setembro de 2009 e o desse ano o nível de emprego aumentou quase 4%, o que representa 2.429 novos empregados.

Só neste ano, mais 2.201.406 trabalhadores brasileiros entraram para o mercado formal de trabalho, conquistando empregos com carteira assinada. O número recorde para toda a série histórica do Caged recebeu aporte de mais 246.875 novos postos de trabalho gerados em setembro. O recorde de empregos registrado em 2010 é alavancado por marcas inéditas de contratação em 19 dos 25 setores e subsetores da economia.

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation