BR-364 integra mapa de rodovias federais com risco de exploração

A BR-364, que começa em São Paulo, corta a região Centro-Oeste e termina no Acre, integra o mapa da exploração sexual de crianças e adolescentes nas estradas brasileiras, conforme divulgou anteontem (6) o Departamento de Polícia Rodoviária Federal. Foram identificados 1.820 pontos de risco ao longo de 66 mil quilômetros de rodovias federais em todo país. No 1º levantamento (2003) foram identificados 844 pontos.

BR-364
Para fazer o estudo, a PRF contou com a ajuda da Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República, da Organização Internacional do Trabalho, e a Childhood Brasil. A idéia é, a partir do Mapeamento de Pontos Vulneráveis à Exploração Sexual Infantil, oferecer maior eficiência no trabalho de enfrentamento desta prática criminosa.

No caso do Acre, apesar de ser a ponta final da rodovia, a estrada é utilizada para abastecer os mercados de prostituição do Sul do país. Seduzidas por promessas de emprego e fama, muitas garotas acabam caindo no conto dos aliciadores.

De acordo com o relatório, as concentrações de caminhoneiros são os locais mais vulneráveis para o crime. Ficam em ambientes urbanos, bem iluminados e, geralmente nestes locais já ocorre à prostituição de adultos, com grande consumo de bebidas alcoólicas e drogas.

No topo da lista está a Região Nordeste, com 545 pontos identificados.  Em seguida, aparecem o Sul, com 399 pontos, o Sudeste, com 371, o Centro-Oeste, com 281 e o Norte, com 224. O relatório também revela que de 2005 a 2009 a PRF encaminhou aos conselhos tutelares 2.036 meninos e meninas que se encontravam em situação de risco nas estradas brasileiras. No mesmo período, 951 pessoas foram presas em flagrante por crimes praticados contra crianças e adolescentes.

Outros dados do mapeamento

# Os cinco estados com maior número de locais vulneráveis são justamente os que detêm as maiores malhas viárias. Juntos, pos-suem 45,7% dos pontos;

# 45,9% dos pontos concentram-se nos principais eixos rodoviários do país;

# De maneira geral, os pontos vulneráveis à exploração sexual de crianças e adolescentes ocorrem com maior frequência nos corredores de escoamento de riquezas. Estradas que ligam regiões mais desenvolvidas a outras menos desenvolvidas;

# A maioria dos pontos de Esca (67,5%) encontra-se em áreas urbanas. Nestes locais, o volume de veículos em circulação e a facilidade de interação entre vítimas e agressores prejudica o trabalho de enfrentamento;

# Existe relação direta entre consumo de drogas – lícitas e ilícitas, prostituição, e presença de caminhoneiros com a ocorrência de pontos vulneráveis à Esca;

# A exploração sexual de crianças e adolescentes está quase sempre associada a outras práticas criminosas, como furto, exploração da prostituição, tráfico de seres humanos, venda e consumo de drogas. (Fonte: DPRF)

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation