Panamazônia reúne expositores de 8 países latino-americanos e do Caribe

O prefeito de Rio Branco Raimundo Angelim inaugurou na noite de quarta-feira, 20, a segunda edição da Feira Panamazônia, que acontece no Horto Florestal e segue até domingo. O evento reúne cerca de 300 expositores do Brasil e de mais oito países latino-americanos e do Caribe.
Feira-Panamazonia
Os países presentes na Panamazônia 2010 são o México, Colômbia, Guatemala, Bolívia, Venezuela, Uruguai, Peru, Chile e Brasil.

Angelim afirmou que a feira, que tinha um caráter mais regional, extrapolou as fronteiras do Acre para se tornar um evento de caráter internacional. “Estão aqui presentes oito países com os seus representantes e com um pouco de sua produção solidária para apresentar ao mundo e mostrar que a América Latina tem uma proposta diferenciada de desenvolvimento. Proposta essa que privilegia o pequeno e que promove o crescimento econômico de regiões e populações que, geralmente, são preteridas pelos grandes”, disse o prefeito.

O prefeito lembrou ainda que estão presentes na feira, os representantes de todos os Estados do Norte e de outros das demais regiões do país. “Nós vamos mostrar aqui que é possível se unir povos em torno de um objetivo que é importantíssimo para a economia e para as relações comerciais que é valorizar o associativismo, o cooperativismo e a criatividade e valorizar o pequeno empreendedor”, afirmou Angelim.

Países latinos – É possível conhecer muito da cultura de um povo a partir do artesanato que produz. Uma feira como a Panamazônia, que reúne representantes do Brasil e de mais oito países da America latina e Caribe, promove uma viagem pelo universo do artesanato desses lugares. México, Colômbia, Guatemala, Bolívia, Venezuela, Uruguai, Peru, Chile e Brasil estão expondo suas experiências e produção de economia solidária e, também, artesanatos durante a feira. (Ascom PMRB)

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation