Procura por crédito continua em alta, aponta Serasa

As consultas dos consumidores para obter empréstimos têm crescido em média 20% este ano na comparação com o movimento de 2009, informou o gerente de Indicadores de Mercado da empresa de consultoria Serasa Experian, Luiz Rabi.

De acordo com o Indicador Serasa Experian da Demanda do Consumidor por Crédito, divulgado hoje (8), no mês passado, a procura por crédito no mercado aumentou 0,2% em relação ao mês anterior. Com isso, o indicador passou de 121,1, em agosto, para 121,4, em setembro, atingindo o maior nível da série histórica, iniciada em 2007. Esse indicador é apurado com base na movimentação de consultas, cuja soma em valor absoluto não é divulgada.

No acumulado de 2010, o aumento da procura por crédito é de 15,8% ante o mesmo período do ano passado.

A maior procura ocorre entre a população de baixa renda, segundo Luiz Rabi. Ele destacou que o crescimento econômico do país levou à migração das classes D para a C, e, com as condições mais favoráveis do emprego e da renda, as pessoas estão mais confiantes em contratar empréstimos.

O movimento de consultas realizadas pela população na faixa de renda de até R$ 500 aumentou 38,5% de janeiro a setembro sobre igual período de 2009. No mês passado, a alta foi de 2,8%, inferior à de agosto, de 3,5%.

Entre os consumidores que ganham até R$ 1.000,00, a procura por crédito registrada no acumulado do ano é 14,6% superior à de igual período de 2009. Em setembro, a expansão foi de 1,2%, contra 3,2%, em agosto.

De janeiro a setembro, houve elevação de 25,8% nas consultas feitas pelas pessoas que estão na faixa de renda acima de R$ 10 mil, em relação ao acumulado do ano passado. Em setembro, o movimento foi 1,3% menor do que o de agosto, quando o interesse pelo financiamento havia crescido 3,3%. (Agência Brasil)

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation