Rio Branco e Xapuri recebem a peça Romeu e Julieta com bonecos pela 1ª vez

Certamente muitos já viram Romeu e Julieta, de William Shakespeare, interpretada por artistas teatrais ou mesmo por estrelas de Hollywood. O que muitos ainda não devem ter visto é a peça interpretada por bonecos. Isso mesmo, bonecos! Como parte de uma turnê nacional, a Cia de Teatro Mosaico, de Mato Grosso, apresenta em Rio Branco e Xapuri, neste final de semana, tal obra-prima pela primeira vez sob uma perspectiva diferenciada.
Bonecos
O espetáculo estreia na Capital amanhã (15), às 20h, no Teatrão, e será reapresentada na mesma hora e local no sábado (16). A entrada custa R$ 20,00 inteira e R$ 10,00 meia (e para quem recortar o cupom disponível em A GAZETA terá ainda 50% de desconto). Em Xapuri, a peça será encenada no domingo, às 19h, na praça pública,entrada gratuita.

A peça é uma das vencedoras do prêmio Myriam Muniz de Teatro da Funarte/MinC e já teve apresentações em Tocantins e Pará, sendo tida como sucesso de público. O show é dirigido por Sandro Lucose, conta com 3 atores para manusear os bonecos, é patrocinado pelo Basa e possui cerca de 1h de duração. Ela já está sendo encenada desde 2006 e possui classificação livre (ou seja, não é destinada só para o público infantil).

De acordo com o ator-diretor Sandro Lucose, a peça segue a trama clássico do maior poeta-dramaturgo inglês. Inclusive, mantendo textos originais, com muitos diálogos e músicas, uma dose de drama e, é claro, lindas poesias. Para o artista, a fórmula adotada na obra-prima de Shakespeare nunca envelhece. Por tal razão, mesmo 4 séculos depois ela é capaz de comover tanto o público, dando reais lições de amor através do teatro.

“Mantemos muito da essência clássica da obra. Por isso, muitos perguntam: mas é disso mesmo que as crianças e jovens gostam? Com base na reação que temos do público, na fixação deles e no envolvimento com a peça, eu posso afirmar com absoluta certeza que sim, funciona, e muito bem. Afinal, já são 4 anos na estrada com este grande trabalho. E só o que nós percebemos a cada nova apresentação é mais fascínio da platéia. Eu posso garantir que o acreanos também vão se encantar e se emocionar bastante”, promete ele.

A obra teatral consiste num formato bem tradicional de teatros de bonecos que perdurou desde meados dos anos 1.700 até início do século XX. Resume-se num palco central em moldura, atores caracterizados e a famosa cortina vermelha(bem típica de Shakespeare). Trata-se do segundo trabalho da Cia de Teatro Mosaico no Acre. A primeira foi a peça Sambalelê, que foi encenada no começo de setembro, na Usina João Donato.

 

 

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation