Ação policial conjunta resulta em prisão e apreensões na fronteira

Uma ação conjunta das polícias Civil, Militar e Federal ontem, 26, resultou na apreensão de 4 armas de fogo e 242 munições de calibres diversos. Duas pes-soas foram presas em flagrante portando, além do material bélico, cinco gaiolas com pássaros, balança de precisão e insumos normalmente usados para a dolagem de entorpecentes.
Acao-policia
Em dois endereços, alvos da diligência policial, os agentes encontraram um rifle 22 Marlin, uma escopeta de repetição calibre 12, duas espingardas 20 e uma réplica de pistola, além de 30 cartuchos 32.30, cartuchos 20 e 150 cartuchos 22, acondicionados em três caixas. Na ocasião, foram presos Marx Lima de Castro e seu irmão menor, de 17 anos.

Os dois acusados foram presos na cidade de Plácido de Castro, a 99 quilômetros da Capital, na fronteira com a Bolívia. Eles foram conduzidos para os procedimentos de flagrante, na sede da Polícia Federal (PF) em Rio Branco.

Pelo que foi apurado, os irmãos, podem ser indiciados por crime ambiental, porte ilegal de arma e munição de uso restrito. Crime, disciplinado pelo art. 16 da Lei 10.826/2003 – possuir, deter, portar, adquirir, fornecer, receber, ter em depósito, transportar, ceder, ainda que gratuitamente, emprestar, remeter, empregar, manter sob sua guarda ou ocultar arma de fogo, acessório ou munição de uso proibido ou restrito – pena; reclusão de três a seis anos e multa. (Ascom Polícia Civil)

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation