Polícia apreende menor que matou colono

Já está à disposição do Juizado da Infância e Juventude, o adolescente de 16 anos, procurado há mais de um mês acusado de ter matado com um disparo de espingarda no pescoço o colono Antônio Barreto da Silva, 44, que morreu no local.

O crime ocorreu no Projeto de Assentamento Tocantins, município de Porto Acre, depois de os dois trocarem ameaças de morte durante uma bebedeira. O menor foi capturado por investigadores do Grupo Especial de Capturas da Polícia Civil.

O CRIME – No dia 11 de setembro Antônio Barreto e o adolescente estavam bebendo em um bar do Ramal do Leonardo, quando, embriagados, iniciaram uma discussão na qual trocaram ameaças de morte.

Para evitar maiores problemas, Barreto se retirou e foi para a sua casa nas proximidades. O menor, por sua vez, foi até sua casa e se apossou de uma espingarda e saiu procurando o desafeto, afirmando que iria matá-lo.

Antônio Barreto estava sentado na varanda de sua casa, quando foi atingido com um tiro, desferido pelo menor que estava emboscado atrás de uns arbustos. Depois de constatar que realmente o trabalhador estava morto, o infrator fugiu.

O inquérito inicialmente foi instaurado na delegacia-geral de Porto Acre, posteriormente complementado na Delegacia do Menor, na Capital, onde a autoridade competente representou pela internação do infrator. (Ascom Polícia Civil)

Assuntos desta notícia

Join the Conversation