Dilma volta a crescer na disputa com Serra

Duas pesquisas eleitorais divulgadas nesta quarta-feira (20) apontam para a liderança da candidata do PT à presidência da República, Dilma Rousseff. No levantamento feito pelo Ibope a pedido do jornal O Estado de S. Paulo e da TV Globo, ela está 11 pontos percentuais à frente do seu adversário no segundo turno, o tucano José Serra. Já na pesquisa CNT/Sensus, o cenário é mais disputado, próximo de um empate técnico.

No Ibope, Dilma tem 51% do total dos votos no segundo turno da disputa presidencial contra 40% do tucano. Considerando-se somente os votos válidos, quando são excluídos brancos, nulos e indecisos, Dilma tem 56% contra 44% do tucano. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais. A pesquisa, realizada entre os dias 17 e 20 de outubro, contou com 3.010 entrevistas e está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número 36476/2010.

No levantamento anterior, feito entre os dias 11 e 13 do mesmo mês, a diferença apontada entre Dilma e Serra pelo Ibope era de 6 pontos percentuais quando considerado o total de intenções de voto – 5 pontos a menos do que no novo levantamento. Na semana anterior, Dilma tinha 49% dos votos contra 43% de Serra.

Disputa

Já no levantamento do Instituto Sensus, encomendado pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), o cenário é próximo de um empate técnico. Dilma aparece com 52,8% e Serra com 47,2%. A margem de erro é de 2,2% pontos percentuais para cima e para baixo. Para o instituto, a pesquisa aponta para um quadro de estabilidade das candidaturas de Dilma e Serra.

Na votação espontânea, Dilma aparece com 45,3% e Serra com 40,6%. Já na estimulada, os percentuais ficam em 46,8% para a candidata petista e 41,8% para o tucano. Na rodada anterior feita pelo Sensus, a primeira do segundo turno, foi apontado empate técnico entre as candidaturas.

Foram entrevistadas 2 mil pessoas em 136 municípios brasileiros nos dias 18 e 19. A pesquisa está registrada sob o número 36.192/2010.  (Congresso em foco)

   

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation