Eleição sem problemas, diz TSE

O primeiro turno das eleições 2010 se encerra com 49 candidatos presos por práticas como boca de urna, transporte ilegal de eleitores, propaganda irregular e compra de votos. De acordo com o último balanço eleitoral, divulgado às 22h11 deste domingo (3) pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), 1138 pessoas foram presas em todo o país por infringirem a legislação eleitoral.

Segundo o presidente do TSE, Ricardo Lewandowski, ao todo, a Justiça Eleitoral registrou 3069 ocorrências nos vários estados brasileiros. Destas, 300 ocorrências envolveram candidatos. Na avaliação do presidente do TSE, o número de ocorrências foi “insignificante”, se considerado as dimensões do país e o número de envolvidos no processo eleitoral.

“Numa eleição deste porte, com 136 milhões de eleitores, num país de dimensões continentais, tenho a satisfação de dizer que tivemos um número relativo de ocorrências muito pequeno. São números insignificantes, tendo em conta o número de eleitores e candidatos envolvidos”, disse.

Comemorando o tempo recorde de apuração dos votos, Lewandowski afirmou que a democracia brasileira está vivendo momento “áureo”. Segundo o presidente do TSE, cinco horas depois do início do processo de apuração das votações, 96,83% dos votos já haviam sido computados, e quatro horas depois, já era possível vislumbrar o quadro geral do resultado eleitoral.

“O fato interessante é que, nessas eleições gerais, em tempo recorde, já logramos ter um quadro geral do resultado provável das eleições. Isso graças à organização da Justiça Eleitoral, à tecnologia pioneira, ao trabalho anônimo de milhares de servidores, juízes, mesário, que não pouparam esforços”, considerou.

De acordo com o último balanço deste primeiro turno das eleições 2010, apenas 0,56% das urnas eletrônicas tiveram que ser substituídas. Algumas substituições se deram a chuvas torrenciais ocorridas em estados como Mato Grosso e Goiás, que acabaram por invadir locais de votação. Segundo Lewandowski, a média de substituição de urnas eletrônicas é de 3%. “O Tribunal e a família forense, em que diz respeito à Justiça Eleitoral, pode ficar orgulhosos”, conclui o presidente do TSE.  (Congresso em foco)

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation