Marina admite seguir rumo diferente do PV no 2º turno

A verde Marina Silva que ficou em terceiro lugar no primeiro turno das eleições presidenciais, com 19,6 milhões de votos admitiu ontem a possibilidade de tomar um caminho diferente do PV neste segundo turno.

Em duas entrevistas, ela lembrou que as divergências dentro do partido podem inviabilizar uma posição única: Obviamente, quando se vai para uma discussão democrática, sempre há a possibilidade de diferenças, e há a possibilidade de convergências afirmou, no final da tarde.

Mais cedo, em entrevista à Rádio Jovem Pan, ao ser perguntada se seguirá obrigatoriamente o rumo decidido pelo partido, ela disse que não se pode dizer que será uma posição única. Marina disse considerar natural que ocorram divergências dentro da legenda: Em um partido como o PV não tem como imaginar, até pela diversidade, um processo unânime. Temos posições diversificadas.  (O Globo)

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation