Na TV, Dilma já usa debate, e Serra volta a citar Marina e meio ambiente

No programa de TV do horário eleitoral gratuito desta segunda-feira, a candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, já aproveitou imagens do debate eleitoral realizado no domingo para atacar seu oponente, José Serra (PSDB). Ela usou a maior parte dos dez minutos de seu programa diário para divulgar o debate.

Difererentemente, o programa de Serra não usou nenhuma imagem do debate, considerado o mais duro de toda a campanha. O tucano voltou a dar espaço para o meio ambiente e a citar a candidata derrotada Marina Silva (PV). Tanto Serra quanto Dilma disputam o apoio de Marina e de seu partido.

Seguindo a alternância de cada dia, foi a vez de Serra abrir o horário eleitoral.
O programa de Serra pediu um “Brasil livre, maior que este ou aquele partido”. O candidato propôs um plano de longo prazo para a educação, “consistente, que não seja interrompido por nenhum governo”.

Ele falou em uma “Mobilização nacional pela melhoria do ensino público.” Disse que o “ensino técnico é a grande porta para o futuro”, que o país tem poucas escolas profissionalizantes e que os dois governos do presidente Luiz Inácio Lula da Silva “não fez quase nada” em oito anos.

O tucano falou em desenvolvimento com proteção ambiental, num discurso parecido com o de Marina Silva. “Há uma consciência de que é possível conciliar crescimento econômico com preservação ambiental”.

Ele disse que essa foi “a luta de Chico Mendes, do Partido Verde, de Marina, e do Brasil inteiro”.

Também mostrou imagens de seus apoiadores, como Aécio Neves (senador eleito por MG) e Geraldo Alckmin (governador eleito em SP).

No final, uma mulher “dialoga” com Dilma de “mulher para mulher” e diz que a petista fez um “papelão” ao sempre buscar a opinião de Lula no primeiro turno.

“Qualquer coisa corria para chamar o Lula. Faz tempo que nós, mulheres, temos independência para andamos com nossas próprias pernas”, disse a mulher. “Pensa nisso, e fica com Deus, tá?”, conclui a apresentadora.

Debate em destaque
Dilma usou imagens do primeiro debate no segundo turno, atacando a política de privatizações dos tucanos.
O programa mostrou sua pergunta sobre a hipótese de um eventual governo Serra privatizar a operação do pré-sal (extração de petróleo no mar em grande profundidade). A petista só usou imagens de suas perguntas, sem mostrar as respostas de Serra.

Ela também reproduziu o trecho do debate sobre aborto. “Você regulamentou o acesso ao aborto no SUS. Eu concordo com a regulamentaçãop, sou contra tratar a questão do aborto como questão de polícia.”

Foi mostrado um trecho que Dilma acusa Serra de fazer calúnias e difamações. “Não está certo sua esposa dizer que sou a favor de morte de criancinhas.”

A propaganda ainda mostrou a fala de Dilma sobre financiamento. “Vocês [tucanos] pararam de investir no Brasil por oito anos em portos e aeroportos.” Segundo ela, um acordo com FMI (Fundo Monetário Internacional) impedia investimentos em transporte.

O programa ainda explorou o suposto risco de Serra interromper programas sociais do petismo. “Você diz que vai continuar programas do governo Lula. Já vi você falar muito mal do “Minha casa, Minha vida. Queria saber qual a garantia temos de que você vai fazer isso [continuar os programas].”

Fora a reprodução de trechos do debate, Dilma também prometeu “educação de qualidade da creche à pós”, distribuição grátis de remédios para diabetes e hipertensão e criação de um programa para atender grávidas. (Uol)

 

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation