Petecão alerta sobre a importância do referendo

petecoentrevistaO senador eleito Sérgio Petecão (PMN) alertou  ontem em Rio Branco, para a importância do referendo sobre o fuso horário  ser realizado juntamente com o segundo turno das eleições presidenciais no Acre. Para Petecão, não se trata apenas de escolher sobre a volta ou não do antigo fuso, “mas de indicar pelo voto o horário que melhor atende as necessidades e peculiaridades do Acre e suas regiões”. E lembrou que em alguns municípios do Juruá, os comerciantes e a população em geral optaram por continuar com o horário antigo não apenas por conveniência, mas por puro senso da realidade local. “Não se muda a geografia por decreto. A natureza contém regras que independem da vontade humana”, resumiu.

Petecão lembrou que a rea-lização do referendo foi resultado de um esforço conjunto que incluiu determinação e muita articulação de bastidores. E saudou a coragem e empenho do deputado Flaviano Melo (PMDB) em elaborar o Projeto de Decreto Legislativo, aprovado pelo Congresso Nacional, que deu de  volta à população o direito de optar pelo fuso horário mais conveniente. Segundo Petecão, a imposição de um novo horário sem qualquer consulta atingiu a população em muitos aspectos. E criou um mal-estar e descontentamento tamanho que a própria população exigiu ser ouvida como maior interessada. Para o senador eleito, foi quando o acreano decidiu não abrir mão do seu direito de decidir o melhor para toda a comunidade.

Segundo Petecão, a mudança de horário pecou em vários sentidos. Primeiro, impôs a todo território acreano um eterno horário de verão em razão da posição geográfica (extremo ocidente) característica do Estado. Segundo, não levou em conta hábitos e costumes locais criados em função do próprio horário tradi-cional. Terceiro, que esqueceu que a parte mais ocidental do Estado, como a região do Alto Juruá, está praticamente inserida em outro fuso, o que torna o horário local impraticável com a mudança do fuso. “As crianças literalmente acordam durante a madrugada para ir à escola, com todos os perigos e inconvenientes que isto acarreta”, lembrou.

Por fim, Petecão destacou que foi o único deputado da bancada acreana a dar apoio incondicional ao projeto de Flaviano Melo (PMDB), em meio a todo esforço político do PT acreano de Brasília em barrar o projeto a qualquer custo, com receio muito provavelmente das conseqüências políticas da aprovação do referendo. “Felizmente conseguimos aprovar a votação da urgência do projeto e levá-lo a plenário. Foi uma vitória da democracia e dos acreanos que agora podem se manifestar livremente se desejam ou não a mudança do fuso. Por isto, a importância do voto consciente”. (Assessoria)

 

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation