Lesado legalmente

Você já se sentiu lesado, impotente contra a “modernidade, sem ter a quem recorrer de seus direitos? Diariamente o número de pessoas com a mesma sensação aumenta, isso na maioria dos casos relacionado com as telefonias móveis.

Se você é cliente da linha “Fulano”, disque 2, se não é disque 3. Passado essa fase se você quer reclamar disque 1 (mas tenha certeza que são tantas as pessoas reclamando no mesmo horário, independente de qual seja, que você não será atendido em menos de 20 minutos), se você quer ouvir nossas promoções disque 2 (esse sim sempre disponível com suas gravações).

Passam mais meia dezena de opções antes do mais importante: “se não é nenhuma das situações anteriores, aguarde que você será atendido por um de nossos atendentes”.

Nessa hora esqueça o almoço, esqueça o trabalho que você pensava em fazer, esqueça a explicação que iria dar para seus filhos ou a pequena reforma que sua esposa insista que você faça no único horário do dia que tem para descansar 10 minutos. Enfim… ruim com ela, pior sem ela.

Mas voltemos ao desrespeito diário. Depois do telefone temos também a Eletroacre, ou seria Eletrobras. Bom, que seja, afinal qualquer que venha a ser a “nomenclatura”, a qualidade continua sendo a mesma: choveu, faltou energia, oscilações constantes, sem falar das várias ruas deixadas nas escuras, auxiliando nos “assaltozinhos”.

Não importa para que lado você se vira, mesmo na fila de banco, que continua durando bem mais que os 15 minutos de Lei, sem que nada ocorra para que isso venha a mudar. O cidadão, estamos falando principalmente daquele que paga tubos de impostos, tributos e mais tributos, um dos mais altos do mundo, para se ver desprotegido.

A inversão de valores é tão grande que até mesmo na hora do bom atendimento à segurança (sempre ela), o “Bolsa bandido” será uma recompensa para a criminalidade.

Tem amigo meu afirmando que vai pedir demissão, comer de graça, beber de graça, dormir tranquilamente, se não gostar do atendimento ou da qualidade é só queimar tudo e o Governo irá melhorar. Isso tudo sem ter que pagar gasolina, alimentação, vale transporte, medo de perder o emprego, recebendo uma bolsa para sua família não passar fome.

A população, a que vive as margens da sociedade, acuada com impostos e violência, espera sim que o Governo entre com um projeto de lei para amparar as famílias vitimadas pelo “patrono”, ceifada por banalidades, abandonadas à própria sorte. Será que eles também não tem direito? Será se essa mesma parcela também não tem direito a ouvir muito mais que uma gravação? Sendo desrespeitada diariamente, como se não tivesse mais nada para fazer? Tem Governo melhor?

 

Ramiro Marcelo é jornalista.
[email protected]

Assuntos desta notícia

Join the Conversation