Política local 26/04/2011

“A tragédia mais amarga pode se esconder atrás de um sorriso”.

(Ditado Iídiche)

Por cima da pausada
A realização de um plebiscito em Senador Guiomard para voltar o nome “Quinari”, levantado pela primeira vez pelo deputado Astério Moreira (PRP), e que será apresentada hoje de forma oficial na mesa diretora da Aleac, visa corrigir a imposição do nome atual por cima da pausada.

Patuscada política
A escolha do nome “Senador Guiomard” foi uma patuscada política alheia à população.

Sem medo de erro
No mínimo 90% dos moradores vão optar pela volta do nome Quinari.

Declarações que queimam
O governador Tião Viana deveria mandar seus secretários serem contidos ao anunciarem realizações. Um deles prometeu tornar o Acre, “o maior exportador de peixe do mundo”.

Bandeira na campanha
É uma promessa surreal, não será cumprida, e virará bandeira da oposição na campanha.

Sem explorar
Por outro lado, existem algumas iniciativas interessantes neste início do Governo Tião que mereceriam ser exploradas de forma inteligente na mídia e politicamente e não são.

Sem favoritos
Tem que se marcar triplo numa aposta para saber quem é o pior prefeito do Acre em popularidade, José Maria, de Porto Acre, ou o Zé Ronaldo, de Epitaciolândia.

Plena convicção
Os dirigentes da FPA estão com esses dois abacaxis no colo para descascar em 2012.

Senhor da razão
O deputado Astério Moreira (PRP) diz que se sente muito a vontade na sua posição de criticar o governo quando entender e elogiar quando preciso, deixando de lado a bajulação gosmenta.

Posição coerente
Pelo que tem colocado no seu blog, isso não significa dizer que irá para o time dos porraloucas.

Ditado perfeito
Cito um ditado perfeito, no qual todos políticos deveriam se espelhar: “a bajulação não serve para ajudar ao bajulado, e só diminui o caráter de quem bajula”.

Camarote vip
Se essa história de amor proibido de um alto político com uma “mona” estourar, como seus adversários andam prometendo para breve, vou assistir de camarote vip.

Quebradeira geral
No próximo mês o repasse do FPM ainda virá gordo por causa do recolhimento do Imposto de Renda, mas a partir de junho a quebradeira começará para valer nas prefeituras acreanas.

Pagamento comprometido
A grande maioria dos prefeitos terá que se rebolar para pagar a folha salarial.

Prato cheio
O quadro será um prato cheio para os candidatos a prefeito pela oposição.

Seis por meia dúzia
A saída do ex-prefeito Carlinhos César para a entrada do prefeito Clovis Moretti na prefeitura de Acrelândia, em termos de resultado para a cidade, foi como trocar seis por meia dúzia.

Safra das piores
Acrelândia pegou nos últimos anos os prefeitos Vilseu Ferreira, Carlinhos César e agora o Clovis Moretti, ficando impossível apontar qual deles é o mais fraco administrativamente.

Não é vergonha
 Petecão, eu insisto: não é vergonha se matricular num curso de oratória, na campanha até que passava ficar olhando para cima e dizendo “tá tudo bom”, “tô feliz”, você agora é senador.

Evite o discurso
Caso não ache necessário, perda de tempo, então, pelo menos evite discursar no Senado.

É brincadeira!
No fim de semana larápios fizeram uma limpeza no Instituto de Criminalística da Polícia Civil.

 Fim da picada
Quando dá para os marginais assaltarem até as repartições policiais, pobres de nós, mortais!

Ordem de cima
A mesa diretora da Aleac vai recorrer da sentença que deu ga-nho de causa aos “marajás”.

Para os marajazinhos
Como se levou 11 anos para se chegar nesta decisão, com o recurso, é possível que só os “marajazinhos”, netos dos “marajás”, venham gastar a bolada indenizatória.

Registro atendido
Recebo e-mail de um velho amigo, crítico ao extremo, pedindo que registre a sua “surpresa” ao procurar no feria-do o Pronto-Socorro, ser bem atendido, rápido, num lugar limpo, ao contrário do que ocorreu ano passado, quando o atendimento foi de “péssima qualidade”.

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation