Principal acerto

Os primeiros dados divulgados ontem por este jornal sobre a queda nos índices de homicídios na Capital e no Estado, de 51% e 50%, respectivamente, representam o principal acerto desses primeiros 120 dias do atual Governo.

Quando se trata de Segurança Pública o melhor indicador para se aferir o desempenho desse setor é justamente conferir os índices de homicídios pela razão fundamental que se está lidando com vidas. E não há nada mais valioso do que a vida.

Contudo, esses índices e sua divulgação não são motivos ainda para comemorações ufanistas ou bajulações. Garantir a segurança pública e privada, os direitos fundamentais da pessoa é antes de tudo uma obrigação constitucional do poder público, em suas várias instâncias. Além do que, há muito ainda o que fazer nesse setor sempre tão nevrálgico para qualquer governo, mas que precisa ser enfrentado com determinação e competência.

Por outro lado, há que se reconhecer o acerto e os esforços do atual Governo em investir neste e em outros setores, como o da Saúde que, se não geram dividendos político-eleitoreiros imediatos, são um imperativo ético e a sociedade saberá reconhecer no seu devido tempo.   

Assuntos desta notícia


Join the Conversation