Anvisa faz 13 vistorias e interdita 6 drogarias na cidade

Uma equipe da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) esteve na capital acreana durante toda a semana passada, em cumprimento à agenda de fiscalização que a entidade  efetua no país inteiro, regularmente. O objetivo do grupo foi se juntar às divisões municipal e a estadual de Vigilância Sanitária, para intensificar as vistorias de rotina nas farmácias de Rio Branco. Os resultados da operação foram as inspeções integrais em 13 drogarias da cidade, das quais 6 tiveram de ser interditadas por descumprirem as exigências da Anvisa.
Drogaria14
De acordo com o diretor da Vigilância Sanitária municipal, Edson Filho, a visitação da equipe nacional fez parte da política de controle e fiscalização às farmácias que a Anvisa desempenha há anos, em espe-cial, nas capitais brasileiras. Em Rio Branco, o diretor diz que os principais requisitos exigidos pelo grupo foram: a Autorização de Funcionamento junto à Anvisa (AFA); o controle interno da drogaria sobre seus medicamentos; apreensão de remédios falsificados e a venda ilegal de medicamentos sem a devida prescrição médica.

“Tratou-se de uma fiscalização executada pela agência durante todo o ano, que serve para estender o controle rígido e o seguimento restrito das suas normas até as farmácias locais. É um trabalho específico da Anvisa, muito importante para garantir um funcionamento mais seguro ao consumidor por parte das drogarias. E que vem a somar bastante com as ações que a Vigilância do município e a do Estado já executam a nível local”, enfatiza.

Para finalizar, o diretor contou que as 6 interdições locais se deram porque os estabelecimentos não estavam com a AFA em dia e por demonstrarem falhas no estoque de remédios que precisam de cuidados específicos. Para tais farmácias, Edson explica que agora elas devem elaborar uma defesa contendo as suas devidas medidas para ajustes e apresentá-la à Anvisa.          

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation