Fim do vestibular é debatido durante seminário da Ufac

A Ufac está realizando o III seminário do fórum dos cursos de graduação. Com o tema políticas de inclusão, a instituição estuda a possibilidade de pôr fim ao vestibular. Palestras, mesas redondas e debates fazem parte da programação do evento. O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) seria um dos principais meios de ingresso nas universidades federais.

A discussão vem desde 2006, quando mais de 60 representantes de Instituições Federais de Ensino Superior (Ifes) propuseram o fim do ingresso nos moldes tradicionais. “A nossa intenção é chamar a sociedade civil organizada, juntamente com os nossos representantes internos, para uma discussão ampliada sobre novas formas de ingresso na instituição”, disse a diretora de Apoio e Desenvolvimento de Ensino, Grace Gotelip Cabral, que considera o evento com ‘uma proposição inicial’.

O propósito da Ufac é dar condições a alunos oriundos de escolas públicas, que não entram na instituição pela forma tradicional (vestibular). “A discussão é nacional. Algumas universidades já adotaram o ingresso pelo Enem. Neste seminário, serão narradas as experiências das universidades federais do Ceará e Amazonas. Além dessas, o Enem já é forma de ingresso nas federais de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e de Goiás”, informou Grace.

O ministro da Educação, Fernando Haddad, propôs um novo Enem, independentemente do número de instituições dispostas a substituir o vestibular pelo teste.  Cerca de 50 universidades federais estão propensas à adesão, onde serão selecionados candidatos em todo país.

Em seu novo formato, o Enem terá 200 questões e uma redação. Hoje, são só 63, mais a redação. As perguntas ganharão relação direta com os conteúdos do ensino médio. Atualmente, o Enem dá menos atenção aos conteúdos, privilegiando a capacidade de raciocínio.

A nova proposta inclui quatro provas, com 50 questões cada: uma de linguagens, sobre língua portuguesa e língua estrangeira. Uma de matemática, outra de ciências naturais, com ênfase em química, física e bio-logia. E outra de ciências humanas, com ênfase em história, geografia, podendo conter perguntas de filosofia e sociologia.

Assuntos desta notícia


Join the Conversation