Comerciante acusado de matar trabalhador a golpes de terçado entregou-se a Polícia

O comerciante Ronaldo Lima de Araújo, 24 anos, acusado de matar a golpes de terçado o trabalhador  Samuel do Nascimento, 27 anos, se entregou a Polícia Militar na manhã desta terça-feira, 19.
Assassino_trabalhador
O crime aconteceu na noite de domingo, 17, na Invasão do Caladinho, quando a vítima chegava em casa após discutir com o comerciante.
De acordo com informações, após o crime o acusado teria fugido por dentro da mata e permanecido escondido em um Ramal na estrada do Mutum.

Na manhã de terça-feira, Ronaldo teria ligado para um policial militar do serviço reservado do Batalhão de Operações Especiais – BOPE informando que teria sido ele o autor do crime bárbaro ocorrido na Invasão do Caladinho, bairro Montanhês e que desejava se entregar a Polícia. O comerciante disse ao militar que estaria aguardando a Polícia na estrada do Calafate e marcou um local para o encontro.

Uma guarnição comandada pelo tenente Faria se deslocou ao endereço indicado, onde Ronaldo aguardava a Polícia.

O próprio acusado fez questão de revelar o local onde teria abandonado a arma usada no crime e levou os policiais ao local onde o terçado foi encontrado e apreendido.

Na Delegacia de Flagrantes – DEFLA da 5º Regional, Ronaldo Lima alegou que matou a vítima porque era constantemente ameaçado e humilhado.

Ele confessou também que um homem identificado pelo nome de João teria o acompanhado até a residência da vítima, mas alega que João não participou do crime.

“Estou arrependido, mas fui obrigado a matá-lo, por que não agüentava mais aquele homem me humilhando e sempre que estava embriagado ele me ameaçava de morte e me desafiava” afirmou o acusado.

Assuntos desta notícia


Join the Conversation