Mantega garante que governo cumprirá a meta de superávit primário em 2011

O compromisso do governo federal de melhorar a situação fiscal foi ratificado esta semana pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, em uma palestra em São Paulo.

Mantega garantiu que o governo cumprirá a meta de superávit primário em 2011 e adiantou que os resultados fiscais de março são melhores do que os obtidos em fevereiro. “Em março, nós vamos ter um resultado fiscal muito bom, melhor que de fevereiro. Eu já estou antecipando”, afirmou ele sobre dados ainda não divulgados oficialmente.

O superávit primário (diferença entre o valor arrecadado e o gasto, excluindo pagamento de juros) acumulado no período de doze meses terminado em fevereiro atingiu 2,2% do Produto Interno Bruto (PIB).

O resultado é 0,05 ponto percentual maior do que a meta de superávit estabelecida pelo governo para o mesmo período, de 2,15%. Segundo o ministro, esse percentual contribui para que o país cumpra a meta estabelecida para este ano. “A meta para 2011, que será atingida, eu posso garantir, é de 3% de superávit primário”, afirmou.

O ministro disse também que existe muita desinformação quanto à situação fiscal do país. Ele afirmou que analistas dizem que a economia para pagamento da dívida não é suficiente, porém a situação fiscal melhora ano a ano, desde 1999.

Há dez anos, segundo o ministro, o Brasil tinha um déficit nominal (despesas superiores às receitas incluindo pagamento de juros da dívida pública) de cerca de 3% do PIB. Hoje, este déficit está em torno de 1,7%, com tendência de queda para o futuro. “Não acreditem naqueles que dizem que não alcançaremos o resultado fiscal”, disse Mantega, respondendo à críticas. (Agência Brasil)

Assuntos desta notícia


Join the Conversation