Senador Jorge Viana participa de reunião preparatória da Rio+20

O senador Jorge (Viana-PT-AC) propôs nesta sexta-feira, 29, a criação, pelo governo, do Plano de Aceleração do Desenvolvimento Sustentável(PADS), como sequência aos Programas de Aceleração do Crescimento(PAC) 1 e 2.
RIO20
A sugestão foi feita na Mesa-Redonda de Alto Nível “Rio +20: Os Novos Desafios do Desenvolvimento Sustentável” promovida pela Fundação Alexandre de Gusmão, do Ministério da Relações Exteriores, no Palácio Itamaraty, no Rio de Janeiro.

Essa reunião tem importância política porque dá o pontapé inicial nos trabalhos de preparação para a conferência mundial sobre desenvolvimento sustentável que as Nações Unidas realizarão no Rio de Janeiro,  entre 28 de maio e 6 de junho de 2012.

O evento, presidido pelo ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, conta com a participação  da ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, do ministro do STF, Hermann Benjamin, que tem especialização em Direito ambiental, do diretor-executivo do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente(Pnuma),Achim Steiner, e de  empresários, jornalistas e representantes de organizações não governamentais com atuação na área ambiental.

Ao propor o PADS, Jorge Viana argumentou que os governos precisam mudar o foco das políticas públicas para o desenvolvimento baseado na economia verde e cujos princípios são o baixo consumo de carbono e a alta inclusão social. “Não adianta discutir e buscar apenas o crescimento econômico porque o que melhora a vida das pessoas e o mundo é o desenvolvimento sustentável”, acrescentou o senador acreano.

A trajetória do senador Jorge Viana na defesa das idéias do líder sindical e ambientalista Chico Mendes, de uso sustentável das florestas, levou à indicação do seu nome, ao lado do senador Cristovam Buarque(PDT-DF), para participar da mesa-redonda.

O senador Fernando Collor(PTB-AL) é o terceiro senador a fazer parte do evento, na condição de presidente da República à época em que foi realizada a primeira conferência sobre meio ambiente das Nações Unidas na capital fluminense, a Rio 92.

O ministro Hermann Benjamin, por sua vez, tem vínculos com a questão ambiental como membro do Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama) e professor de Direito Ambiental e da Biodiversidade, além de participar da composição de organizações não governamentais internacionais ligadas ao tema. (Assessoria)

Assuntos desta notícia


Join the Conversation