Ação comunitária leva recreação para crianças da Baixada da Sobral

Hoje é dia de Alegria. A iniciativa que partiu de um jovem casal e envolve agora mais de 20 pessoas, todas voluntárias, leva aos domingos atividades de lazer para crianças carentes do bairro João Eduardo, localizado na Baixada da Sobral em Rio Branco. Há 3 meses, a idéia se materializou em uma tenda onde o palhaço Alegria recebia os pequenos moradores da região das 15h às 17h com recreação e um lanche.
Acao0105
No começo, eram poucos. Agora, já são mais de 100 crianças participando das brincadeiras, que envolvem os mora-dores do bairro, os pais das crianças atendidas e os pequenos comerciantes da região.

A tenda tem hoje uma área construída no contrapiso de 7 por 14 metros, um banheiro e uma sala – utilizada como depósito para guardar o mate-rial das atividades. O terreno, situado ao lado da Escola João Eduardo, e a construção do espaço foram financiados com recursos do palhaço Alegria, Silas Cavalcante, e de sua esposa. Os dois juntos já totalizam o custo de R$ 70 mil. Comerciantes do bairro acreditaram no projeto e parcelaram o material de construção para que a obra pudesse ser realizada e outros contribuem com itens para a preparação do alimento.

“Aquela região é carente de tudo. Em toda esquina tem uma bocada. A gente tinha que fazer alguma coisa. Um menino de 9 anos me contou que fuma e que passa fome. É colocar o risco dentro da casa dele praticamente”, diz Silas, que planeja para o mês de maio o início de outras atividades como artes marciais, balé e hip hop. “Toda semente que antes era só um sonho, agora está brotando. Queremos ser uma referência no bairro para estas crianças, para a comunidade”, define o palhaço.

Até o fim do ano, o grupo pretende inserir atividades também durante a semana para receber no contraturno da escola as crianças que não tem opção de lazer e esporte no bairro. “As crianças não têm o que fazer ali. O índice de pobreza é alto e elas ficam expostas o dia todo”.

O projeto pessoal está perto de seguir um novo caminho. A partir da próxima semana, a iniciativa deverá ser formalizada com a criação de uma associação, o que viabilizará a realização de convênios.

Assuntos desta notícia


Join the Conversation