Política local 12/07/2011

“Vivam como irmãos e façam negócio como estranhos”.

(Ditado oriental)

Nem topada
A secretária de Comunicação do Governo, Mariama Moreno, me disse que até ontem desconhecia ter “trombado” com algum figurão e por conta disso estaria com o pescoço na degola. Garante não ter dado nem uma topada com o sapato, quanto mais a tal trombada.

Boato existiu
O boato de fato estava entre os jornalistas. Não dei crédito e não publiquei por um fato: pelo pouco que conheço a Mariama, ela é muito cordata e não é de viver cultivando rusgas. 

Nome forte
O comentário que gira no Juruá é que o PT pode sair em Marechal Taumaturgo com a ex-deputada Perpétua de Sá (PT) como candidata a prefeita, um nome forte de muito carisma.

Pegar ou largar
Liga o Pádua Bruzugu querendo apostar um carneiro gordo como o candidato do PMDB, o “irmão Abner” bate o prefeito Dindim (PSDB). Aposto dez e lhe dou mil votos de lambuja.

Aposta extensiva
A proposta é extensiva ao deputado federal Flaviano Melo (PMDB) e ao Armando Dantas.

Bom visual
Quem visitou Mâncio Lima conta que, se houver algum problema com o prefeito Cleidson (PMDB), é administrativo ou político, porque no visual, a cidade está bonita e arrumada.

Sei que há
Na parte política sei que há. A amizade com o prefeito de Cruzeiro do Sul, Wagner Sales (PMDB), ex-aliado, está arranhada desde a última eleição e azedou para a próxima eleição.

Apoio condicionado
O apoio de Wagner Sales, com certo peso em Mâncio Lima, à reeleição de Cleid-son estaria condicionado ao prefeito Cleidson  tirar da sua chapa o atual vice, indicado pelo PCdoB.

Meta ousada
O governador Tião Viana anunciou ontem um programa e uma meta ousada: reduzir em 36% o déficit habitacional com a construção de 10 mil casas na Capital e 2 mil e 400 no interior.

Setor aquecido
Os investimentos correspondem a 700 milhões, o que deixará o setor da construção aquecido.

Apelo direto
Sua assessoria não dá retorno. O serviço feito por uma equipe da Semsur foi porco. Por isso apelo ao prefeito Angelim para mandar arrumar um bueiro estourado na praça do Tropical.

Uma pena
É uma pena que para serviço tão simples se tenha de interceder diretamente ao Angelim.

Aliança certa
PSD e PMDB é uma aliança certa para a disputa do governo em 2014, o deputado federal Márcio Bittar (PSDB) não sonhe com os dois partidos para a sua candidatura ao governo.

Quem paga a conta?
Todo ano se anuncia a recuperação da pista de Marechal Taumaturgo. São investidos milhões de reais. Com 6 meses a pista fica cheia de crateras. Quem paga a conta dos serviços porcos?

Tudo caminha
No PMDB é dado como certo que o ex-deputado Mazinho disputará a prefeitura de Sena Madureira pelo partido, ao qual deve se filiar em breve com uma festa no município.

Semana final
Os deputados devem aprovar esta semana, antes do recesso, todos os projetos pendentes.

Ganho zero
O presidente da Câmara Municipal de Rio Branco, vereador Juracy Nogueira (PP), deveria repensar a utilização de 600 out-doors para divulgar a Casa, porque não trará nenhum ganho.

Mal lê
Quem passa mal vai ler o que estiver escrito e ainda ensejará um desgaste na opinião pública pelo custo do projeto. E também em nada vai ajudar os atuais vereadores na reeleição.

Uma das duas
Os evangélicos costumam dizer ter 60 mil votos na Capital. Mas, chega a eleição e seus candidatos se elegem com baixa votação: ou o número é papo ou crente não vota em crente.

Pauta suspeita
A deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB) passa o fim de semana direto nos bairros e em visitas políticas. Isso está me cheirando mais a pauta de candidata a prefeita de Rio Branco.

Fugiu do trivial
O que chamou mais atenção ontem no anúncio no programa de 2,4 bilhões de reais pelo governador Tião Viana é o grande percentual destinado a investimentos na área industrial, porque foge da mesmice, do trivial de se ficar apostando em subsídio da borracha e outras baboseiras econômicas. Está certo em pensar grande e apostar tudo na industrialização.

Assuntos desta notícia


Join the Conversation