É preciso ousar

Não há nada de errado em o Governo do Estado tomar esse empréstimo de R$ 685 milhões do BNDES para obras de infra-estrutura, redução dos índices de doenças epidêmicas e da criminalidade, entre outros. Errado seria não aproveitar desses recursos deixando o Estado na estagnação.

Ao longo dos anos, essas instituições financeiras sempre direcionaram seus recursos para grandes projetos, privilegiando grandes empresas ou grupos empresariais. Está na hora de mudar essa política e por isso mesmo agem certo os governos que se habilitam a tomar empréstimos para projetos e obras de cunho sociais.

Evidentemente que ao tomar tal decisão o governo sabe de suas responsabilidades, até onde pode ir na capacidade de endividamento do Estado e, sobretudo, depois na correta e rigorosa aplicação dos recursos.
Contudo, é preciso ousar e enfrentar os grandes problemas do Estado, como a falta de saneamento básico, por exemplo, o apoio à cria-ção de indústrias para gerar emprego e renda, o fortalecimento da agricultura familiar e outros.

Uma coisa é certa: da miséria é que não se pode esperar nada.  

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation