Superando a coivara

Em boa hora, o Governo do Estado lançou ontem o programa de prevenção e combate às queimadas no Estado para este “verão amazônico”. Tudo ou quase tudo já se falou sobre as conseqüências deletérias dessa prática nociva ao equilíbrio ambiental e mesmo retrógrada do ponto de vista econômico.

É bem verdade que o Estado avançou bastante nos últimos anos. Que já se pode constatar uma nova mentalidade da sociedade. Mesmo dos pequenos e grandes produtores rurais, em substituir a milenar prática da “coivara” por outras técnicas de plantio mais saudáveis e de maior rentabilidade.

Mesmo assim é preciso insistir sempre para que essa nova mentalidade se imponha como norma e costume. Para tanto, é preciso que o poder público também faça a sua parte, oferecendo o devido apoio e alternativas, sobretudo, aos pequenos produtores rurais de todos os municípios do Estado. Sabe-se que em alguns deles, as queimadas ainda são a única alternativa para preparar a terra para o plantio, mas, aos poucos, precisa ser superada. Para tanto, é preciso que cheguem até eles também a assistência técnica e outros incentivos.

 

 

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation