Acre é um dos 5 estados brasileiros que bateram recorde na geração de emprego

O Acre é, proporcionalmente, uma das terras das maiores oportunidades de emprego no Brasil. A constatação saiu no relatório mensal do Cadastro Geral de Empregadores e Desempregadores (Caged), divulgado anteontem, 19, pelo ministro Carlos Lupi (Trabalho e Emprego / MTE).

O estudo revela que o Brasil criou 215.393 empregos com carteira assinada em junho, 0,58% a mais do que em maio. O Acre, por sua vez, gerou 939 novos postos de trabalho no mês passado, o quádruplo acima do mês retrasado (maio: 228) e com uma variação de 1,38%. Desta forma, a economia local ficou como 4º colocada no ranking das maiores altas entre maio para junho, figurando entre os 5 estados que bateram recordes de empregos criados.

À frente da ‘Terra de Wilson Pinheiro’, ficaram Rio de Janeiro (19.756 postos: 0,57%); Bahia (11.767 postos: 0,73%) e Mato Grosso (9.832 postos: 1,78%). Amapá (652 postos: 1,06%), atrás do Acre, completa o Top 5 dos estados recordistas de crescimento.

Para o saldo de 939 cargos, o Acre teve 3.320 contratações, contra 2.381 demissões. Os setores locais que elevaram este saldo foram a Construção Civil (422 postos); Indústria de Transformação (288); Serviços em geral (140); Agropecuária (52); Comércio (19); Serviço Industrial de Utilidade Pública (16); e Extrativa Mineral (16). A única área que teve um saldo negativo foi a Administração Pública (14 demisões), uma prova da força das áreas privadas em cima da pública. 

Ainda segundo o Caged, o Brasil registrou 1.414.660 empregos (11.167.083 contratações – 9.752.423 demissões) durante os 6 primeiros meses deste ano, com variação de 3,94%. O Acre não se destacou neste quesito, mas também não ficou tão abaixo da média nacional. De janeiro a junho, o Acre já teve um saldo de 2.489 postos (18.508 contratações – 16.019 demissões), equivalente a uma variação de 3,64% (apenas 3 décimos do percentual nacional).

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation