Empresários pleiteiam adesão do Acre ao Sisbi

Para conseguir exportar ovinos e caprinos para estados e países vizinhos, é necessário que o Estado adote o Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Sisbi).

Logo, representantes do setor produtivo se reuniram com os secretários estaduais de Indústria e Comércio, Edvaldo Magalhães; de Produção, Mauro Ribeiro; o superintendente do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Jorge Luiz Hessel e o fiscal federal do Ministério da Agricultura, Marcos Antônio, a fim de pleitear a adesão ao Sisbi. O encontro aconteceu na noite de segunda-feira, 25 de julho, no estande da Federação das Indústrias do Estado do Acre (Fieac) na Expoacre.

Para integrar o sistema, os responsáveis pelos serviços de inspeção dos estados e municípios devem requisitar a adesão ao Ministério da Agricultura por meio de suas superintendências federais. Com a adesão, os municípios integrantes do consórcio podem qualificar indústrias locais que poderão comercializar sua produção para todo o país. Esses fabricantes de produtos de origem animal receberão um selo que identifica os estabelecimentos, ou indústrias de alimentos, incluídos no Sisbi.

O presidente da Associação de Criadores de Ovinos e Caprinos do Acre, empresário Adalberto Moreto, garante que um dos sonhos já se transformou em realidade. “O Frigorífico Annasara estará pronto nos próximos 15 dias. Isso é uma realidade para este setor, mas ainda queremos exportar os produtos, por isso temos necessidade de que o governo adira ao Sisbi”, ressalta.

De acordo com o secretário de Indústria e Comércio, Edvaldo Magalhães, se o Sisbi é um fator preponderante para o crescimento da ovinocultura no Acre, o Estado irá trabalhar para isso. “Se essa condição permitirá maior competitividade para a indústria e o comércio acreano, o Estado vai apoiar e lutar para aderir ao sistema”, garantiu. (Ascom Fieac)

Assuntos desta notícia


Join the Conversation