Grande mobilização popular na 7ª Conferência Municipal de Saúde

O coral de mais de 600 vozes entoando “É Preciso Saber viver”, de Roberto Carlos, marcou a abertura da 7ª Conferência Municipal de Saúde de Rio Branco terça-feira, 12, no Teatro Plácido de Castro. O prefeito Raimundo Angelim e o governador Tião Viana, a quem coube a apresentação da Magna Conferência, participaram do evento.  A conferência vai até esta quinta-feira, 14.  Tião falou sobre a universalidade, financiamento e políticas para o Sistema Único de Saúde (SUS).

Além dos delegados escolhidos nas pré-conferências, participam usuários, trabalhadores e gestores do SUS em Rio Branco. Estiveram presentes o deputado Eduardo Farias, a representante do Ministério da Saúde, Jacinta Sena, a secretária de Estado da Saúde, Suely Melo, o secretário municipal de Saúde, Osvaldo Leal,  o presidente da Câmara de Vereadores de Rio Branco, Juraci Nogueira e a presidenta do Conselho Municipal de Saúde Elisama Lima.

Para chegar à conferência, foram realizadas sete pré-conferências. Nesses eventos, em que se realizaram também Feiras de Saúde, houve assembléias de criação de 11 conselhos locais, denominados Conselhos Populares de Saúde, que atuam nas unidades de saúde Souza Araújo, Cláudia Vitorino, Mário Maia, Ary Rodrigues, Eduardo Assmar, Augusto Hidalgo de Lima, Rozângela Pimentel, Barral y Barral, Roney Meireles, Placas e São Francisco.

Cada conselho tem 16 conselheiros – 8 titulares e 8 suplentes -, perfazendo um total de 176.

Tião Viana: “conferência é a força viva do povo”
Maior plano de saúde do mundo, o SUS garante a participação da sociedade nas discussões da saúde através dos Conselhos e das Conferências de Saúde.  Os eventos municipais são preparatórios à conferência estadual e à 14ª  Conferência Nacional de Saúde, sendo que a primeira acontecerá  em setembro e a segunda, no período de 30 de novembro a 4 de dezembro de 2011, em Brasília. (Ascom PMRB)

Assuntos desta notícia


Join the Conversation