Justiça decreta prisão preventiva de três acusados de matar casal de extrativistas no Pará

 O juiz titular da Vara de Violência Contra a Mulher da Comarca de Marabá (PA), Murilo Lemos Simão, decretou hoje (29) a prisão preventiva de três pessoas acusadas de matar o casal de extrativistas José Cláudio Ribeiro da Silva e Maria do Espírito Santo da Silva.

 José Rodrigues Moreira, Lindonjonson Silva Rocha e Alberto Lopes do Nascimento foram denunciados pelo Ministério Público na última quarta-feira (27). O primeiro, dono das terras onde fica localizado o assentamento, foi denunciado por homicídio duplamente qualificado. Os demais, acusados de executar o duplo assassinato, foram denunciados por homicídio triplamente qualificado.

 De acordo com a decisão, os três têm até dez dias para responder à acusação e, no momento, são considerados foragidos.

 José Cláudio Ribeiro da Silva e Maria do Espírito Santo da Silva foram mortos a tiros em maio deste ano em um assentamento na cidade de Nova Ipixuna, no sudeste do estado.  (Agência Brasil)

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation