Médicos aceitam proposta do governo e greve está descartada

Em assembléia geral realizada na noite de quinta-feira (28) no Sindicato dos Médicos (Sindmed) a categoria aprovou a contraproposta do Governo do Estado que prometeu antecipar várias reivindicações dos trabalhadores.
Sindmed
Para oficializar a concordância, o sindicato apresentou um documento endereçado ao governador Tião Viana ainda na tarde de ontem (29) informando da decisão dos trabalhadores que solicitaram ainda a participação nos grupos de trabalho que realizarão os estudos para as melhorias na área da Saúde.

A contraproposta foi apresentada no dia 26 em uma reunião em que participou o próprio governador. No dia, a comissão do Sindmed informou que a categoria aprovou o reajuste de 20%, mas exigiam avanços sociais.

O acordo fica vinculado ao reajuste que será oferecido de forma retroativa a partir de julho, como fixa a data-base da classe médica.
O aumento é linear, ou seja, todas as categorias receberão o valor de 20% parcelados em quatro vezes, sendo 5% apenas para este ano.

Proposta do governo: concurso público estatutário para o 1º semestre de 2013; gratificação por titulação de especialidade; formação de grupo de trabalho a partir da 2ª quinzena de agosto com término na 2ª quinzena de outubro; a reestruturação do PCCRs que será estudada nos primeiros 6 meses de 2012; abertura de licitação imediata para contratação de empresa que fará o estudo de fixação dos valores e os níveis de insalubridade; novos valores para a gratificação de preceptória (supervisão prática e teórica dada aos médicos residentes) pagos a partir de novembro; reajuste dos valores dos plantões e do sobreaviso serão estudados por um grupo de trabalho que apresentarão os resultados em 90 dias; o interior terá o mesmo valor do plantão que o praticado na Capital; médicos com 30h de trabalho, o governo ofertará o pagamento da previdência das 10h extras que contarão pra aposentadoria. Para o desconto previdenciário, falta só o parecer da PGE. (Sindmed)

Assuntos desta notícia


Join the Conversation