Médicos suspendem o indicativo de greve

Em reunião com a equipe econômica do governo no final da tarde de ontem, o Sindicato dos Médicos do Acre (Sindmed) decidiu suspender o indicativo de greve previsto para começar na próxima segunda. Ontem, dia em que expirou o prazo para uma decisão do governo, a equipe apresentou uma contraproposta que será analisada pela categoria na próxima quinta.
Medicos---f.-divulgao
“Acredito que não haverá mais greve, já que o governo se propôs a negociar nossas reivindicações específicas”, disse o representante José Ribamar.

Depois de aceitar os 20% concedido linearmente ao funcionalismo público, os médicos reivindicam as chamadas pautas específicas. Eles querem um estudo para pagamento de médicos preceptores (que dão aulas de residência médica), remuneração do plantão extra acima da hora normal de trabalho (atualmente, é paga abaixo), a realização de concursos públicos (regidos pela Lei 8.112) para os médicos do Pró-Saúde, aumento do incentivo pago aos médicos que optam em ir para o interior (o atual está congelado há 7 anos) e pagamentos de insalubridades.

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation