Superintendente da ANP vê potencial em bacias sedimentares do Acre e AM

O superintendente de Desenvolvimento e Produção da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), Paulo Alexandre Silva, afirmou que as bacias sedimentares do Acre – juntamente com a de Solimões e do Amazonas – são consideradas pelo Governo Federal como de ‘potenciais’ altamente ‘estratégicas’. A declaração foi feita na manhã de ontem (18), no anúncio de abertura das licitações de 20 blocos exploratórios da ANP na Bacia do Solimões, na 11ª rodada de licitações do setor, em Manaus, no Amazonas.
ANPetroleo
Nas palavras do superintendente, as bacias do Norte têm uma capacidade pouco explorada, o que faz com que empresas até de âmbito internacional criem boas expectativas para os blocos de licitações – que a partir de agora devem ser anunciados anualmente pela União e pela agência reguladora. “Além do óleo de grande qualidade, essas bacias podem propiciar grandes descobertas de gás natural”, avaliou Paulo Alexandre Silva.

Vale destacar que em tempos passados a ANP identificara, através de estudos, possíveis pontos para exploração de combustíveis na região do Juruá. Porém, devido a dificuldades de logística da região e pontos mais acessíveis em regiões mais próximas do Sudeste, não investiu mais a fundo em explorar as áreas.

A rodada em Manaus teve como objetivo anunciar a disponibilidade de 174 blocos das regiões Norte e Nordeste, previstos para serem dispostas ainda neste semestre. Os locais exatos dos blocos ainda não foram definidos pela residente Dilma Rousseff. A bacia de Solimões já recebeu o pré-anúncio dos 20 blocos devido a sua relevância nacional para o setor petrolífera. Com efeito, tal bacia é responsável por 18% da produção de gás natural nacional, com cerca de 11 milhões de m³ produzidos por dia.

O superintendente comentou, ainda, que o debate sobre o pré-sal não se restringe ao Sul e Sudeste do país, mas também abrange o Norte. O motivo desta inclusão forte do Norte é, segundo Silva, pelas descobertas e avaliações positivas dos 20 blocos exploratórios já em fase de andamento no Solimões. Ele espera notícias ‘espetaculares’ quanto às novas descobertas de óleo e gás natural na região.

Assuntos desta notícia


Join the Conversation