Licitação de publicidades da Câmara Municipal é cancelada

Após uma série de críticas, polêmicas e contestações das empresas concorrentes, o processo licitatório acima de R$ 500 mil para publicidades da Câmara Municipal de Rio Branco foi cancelado. Quem confirmou o cancelamento foi o presidente da Câmara, vereador Juracy Nogueira, na noite de ontem (18). Segundo ele, a carga negativa manipulada em cima das publicidades (que tem verbas garantidas por lei) e algumas falhas na elaboração do edital pesaram para a suspensão. Ele também contou que, agora, a Câmara vai avaliar de novo a importância de fazer as publicidades para decidir se irá ou não reabrir o processo licitatório. 

A licitação para escolher a (única) empresa responsável por fazer a divulgação dos projetos aprovados pela Câmara em 600 outdoors e 500 busdoors encerrava-se ontem (18), tendo 4 concorrentes. No entanto, o edital da licitação qualificava apenas 1 das empresas (que seria especializada em fazer serviços de busdoor) pra assumir a função. Por conta disso, 2 das empresas desqualificadas criticaram o edital. Uma delas ameaçou entrar com recurso e a outra até chegou a ajuizar a ação fora do prazo – ela entrou 12h antes de sair a decisão da vencedora, mas recursos só eram válidos 24h depois da escolha.

Segundo Juracy, a licitação não foi cancelada pelas contestações das empresas, mas sim por pontos equivocados do edital. O vereador também afirmou que a decisão de cancelar o edital partiu de uma avaliação da gestão da Câmara e não poupou críticas aos formadores de opinião que transformaram o projeto das publicidades em algo negativo.

“Não quero deixar nada de ruim aqui. O projeto é algo bom, muito bom. Muitos dizem que a Câmara não faz nada. Mas isso não é verdade. E quando queremos mostrar um pouco do que fazemos, prestar um serviço à população, recebemos estas críticas. Por exemplo, quando aprovamos um projeto de interesse da população, queríamos fazer uma boa divulgação, e não só colocar apenas no Diário Oficial, que nem todos lêem. Estas contestações todas em cima da importância das publicidades chega a ser um desânimo pro nosso trabalho”, disse. 

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation