“Brasil nunca teve corrupção tão grave como hoje”, diz Serra a jornal espanhol

Em entrevista ao jornal El País, de Madrid, onde se encontra para realizar uma palestra no Forum de Lideranças Empresariais de IE Business School, Jose Serra é descrito como “el jefe de la oposición brasileña”.

Na entrevista cujo título traduzido é “o problema da corrupção nunca foi tão sério como agora”, Serra afirma ser muito alta a possibilidade de Lula ser candidato a presidente em 2014 e diz que Dilma fez o que devia nos escândalos de corrupção que lhe custaram dois ministros do seu governo, mas fê-lo por pressão da imprensa e não por convicção interna de que é preciso livrar o Brasil de um dos seus maiores problemas.

Para o líder do PSDB, desde o escândalo que levou à queda do Presidente Fernando Collor de Mello, em 1992,que o problema da corrupção “nunca foi tão sério” e “as suas consequências políticas ainda são imprevisíveis porque não se sabe quantos mais escândalos haverá e com que magnitude”. Dilma perdeu o seu chefe de gabinete, Antonio Palocci, e o Ministro dos Transportes devido a casos de corrupção. (Blog do jornalista Políbio Braga / polibiobraga.blogspot.com)

Assuntos desta notícia


Join the Conversation