Política local 28/08/2011

“Sabedoria é saber o que fazer: habilidade é saber como fazer”.

(David Star Jordan)

Indignação justa
O artigo do presidente da Fieac, Carlos Sasai, na GAZETA, é  justo em sua indignação. Mais um verão está indo e a ponte sobre o Rio Madeira não sai. E se repete o velho filme de problemas de abastecimento na Capital, aumento de preços dos produtos, já que, devido a seca do rio, os caminhões levam até 12 horas para fazer a travessia da balsa. E os nossos políticos calados.

Discursos esparsos
Nunca houve uma unidade das bancadas federais do Acre na Câmara Federal e Senado na briga por esta ponte, no máximo, discursos unilaterais esparsos, pedindo a obra e nada mais.

Fica no vazio
Enquanto ficarem no discurso surrado para a platéia, para aparecer na mídia, a obra não sai.

Com ceticismo
Deu para se notar no último encontro do PMDB declarações mais incisivas sobre ter candidato próprio à PMRB. Ainda assim vejo com ceticismo e não me admiraria se isso não vir acontecer.

Final previsto
Não consigo ver outro desfecho na escolha do candidato a prefeito da Capital que não seja o do PT indicar o candidato a prefeito e o PCdoB o vice, repetindo a fórmula de outras eleições.

Votos certos
Não tenho o menor temor em dizer que, quando os dirigentes dos partidos nanicos da FPA forem consultados sobre o assunto, darão carta branca ao PT para indicar a cabeça de chapa.

Lógica política
Todos os dirigentes dos nanicos estão abrigados em cargos no governo e não vão trombar.

Vendendo peixe
A deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB) não está errada em por seu nome na mesa, porque oxigena o debate, mas, é inteligente para saber que este filme tem fim já traçado.

Nome ideal
Para o deputado Astério Moreira (PRP), o nome ideal para ser o vice seria o do ex-vereador Márcio Batista (PCdoB), um político bem articulado e que somaria muito à chapa da FPA.

Carta marcada
No PMDB não haverá outro desfecho (caso oficialize candidatura própria à PMRB) que não seja a escolha do ex-deputado federal Fernando Melo (PMDB) como o candidato, carta já marcada.

Compasso de espera
Na hipótese da deputada Toi-nha Vieira (PSDB) resolver não ser candidata a prefeita de Sena Madureira, a oposição não tem um nome do seu quilate que congregue e tenha votos.

Jairo Cassiano
O vice-prefeito de Sena Madureira, Jairo Cassiano, como a coluna previu, não deixaria barato e se lançou candidato a prefeito, colocando em xeque o prefeito Areal, que terá de lhe engolir.

Bem articulado
Cassiano é dos nomes ao dispor da FPA para a sucessão em Sena o melhor articulado.

Previsão fácil
É uma previsão fácil de fazer: ainda que, Rodrigo Pinto e João Correia levem seus nomes à convenção regional vão perder por que o grosso das lideranças do PMDB apóia o Fernando Melo.

Vice evangélico
Os tucanos procuram um nome evangélico para o vice na chapa de Tião Bocalom (PSDB).

No PDT?
A vice-governadora Iolanda Lima (PTB) foi figura de destaque no ato do PDT de filiação do primo Adalberto Brito, que deixou o PMDB e foi para o PDT, e também pode também se filiar.

Livre para a disputa
A deputada Maria Antonia (PP) já admite que seu marido, o ex-prefeito Deda (PP), poderá ser candidato a prefeito de Rodrigues Alves, depois que ele sanou suas pendências jurídicas.

Carne de pescoço
O Deda como candidato, será uma carne de pescoço para o prefeito Burica (PT) se reeleger.

Data simbólica
Dia 13 de setembro é a data fixada pela direção do PT para anunciar seu candidato à PMRB.

Outros tempos
Foi-se o tempo em que o PT podia pegar um desconhecido, apoiar para cargo majoritário e vencer a eleição, por isso é pouco provável que o candidato à PMRB não tenha mandato.

Jogo zerado
Na sua experiência, o deputado federal Flaviano Melo (PMDB), sabe que o partido vive um momento difícil, sem visibilidade, talvez seja por isso que o PMDB tenha um nome à PMRB.

 Tucanos assumem
Ou coloca o partido na rua ou o PSDB, depois da eleição municipal, poderá sair como o partido mais importante da oposição, com mais prefeitos eleitos que os peemedebistas.

Estrelão é o Acre
Hoje, todo mundo no “Arena da Floresta” torcendo pela vitória do Estrelão.

Leva de barbada
Na Aleac o deputado Ney Amorim (PT) é o preferido para disputar a PMRB como o candidato da FPA. Élson Santiago, Hélder Paiva, Tchê, Eber Machado, Astério Moreira, Manoel Moraes, Geraldo Pereira, Jonas Lima, Maria Antonia e Edvaldo Sousa já lhe declararam apoio.

Assuntos desta notícia


Join the Conversation