Política nacional 02/08/2011

“Se corrupção desse cadeia no Brasil não ia ter cela pra tanto corrupto”.

Ophir Cavalcante, presidente nacional da OAB, escandalizado com a ladroagem.

Brasília fará abertura da Copa das Confederações
Aabertura da Copa das Confederações 2013 deve ser em Brasília, em 15 de julho, como teste final para a Copa do Mundo de 2014. O Estádio Nacional, cujas obras estão muito adiantadas, será concluído até dezembro de 2012, o que vai ser constatado em setembro próximo, na visita de inspeção de dirigentes da Fifa. Durante a visita, a escolha deverá ser oficializada. Para definir o local da abertura de uma Copa do Mundo, a Fifa exige estádio pronto para a Copa das Confederações.

De tirar o fôlego
A Copa das Confederações será disputada em duas semanas por seis campeões continentais, o campeão da Copa do Mundo e o país sede.

Nata da nata
Já estão confirmadas na Copa das Confederações, além da Brasileira, as seleções da Espanha, Japão, México e Uruguai.

Poucas vagas
Ainda faltam definir as campeãs da Europa (2012), da Oceania (2012) e da África (2013) que vão participar das Copa das Confederações.

Biruta de aeroporto
Após votar em Serra, bajular FHC e chamar aliados de idiotas, Nelson Jobim avisa que fica no governo. Mas faltou combinar com Dilma.

Sócios’, ex-ministro
Após se refestelarem na mesma farra, como “sócios” na empreitada Ministério dos Transportes S/A, o ex-ministro Alfredo Nascimento e o ex-diretor do DNIT Luiz Antonio Pagot, varridos na recente faxina, almoçaram ontem no mesmo restaurante, em Brasília, mas em mesas separadas. Nascimento terminou primeiro e dirigiu frio cumprimento ao ex-subordinado. Pagot reagiu também glacialmente. Parecem brigados.

iCUT
Em 3 anos, a chinesa Foxconn, que fabricará iPad no Brasil, substituirá trabalhadores por robôs para reduzir custos, demandas e suicídios.

Na conta
O BTG Pactual, que banca palestra de Lula em Nova York, informa que não tem qualquer pendência em relação a seus fundos. Está tudo ok.

Vocação revelada
Os escândalos de roubalheira no DNIT fazem lembrar a frase genial de Nelson Rodrigues: “A ocasião faz o furto, porque ladrão você já é”.

Recordar é sofrer
O comandante do Exército Enzo Peri, envolvido com outros sete generais em suposta corrupção no DNIT, teve que suspender concorrência de R$ 5,7 milhões em 2010, para reforma do seu gabinete, após o Tribunal de Contas da União descobrir várias irregularidades.

Aviso prévio
Quando decidiu demitir Oscar Jucá Neto da Conab, após o escândalo da semana, o ministro Wagner Rossi (Agricultura) telefonou ao irmão dele, Romero Jucá (PMDB-RR), líder do governo no Senado. E se explicou: “Cumpri minha responsabilidade, ao colocá-lo para fora”.

No alambrado
A situação entre a presidenta Dilma e Ricardo Teixeira é tão ruim, como revelou a coluna há duas semanas, que ela pediu uma sala separada no evento da Fifa para evitar o presidente da CBF.

Faltou uma
A faxina no Ministério dos Transportes não atingiu a consultora jurídica Yolanda Corrêa Pereira, peça chave na gestão do ex-ministro Alfredo Nascimento. Desde 2003, todos os contratos passam por suas mãos.

Nome do sucesso
A Construtora Sucesso, que está faturando R$ 228 milhões no DNIT, pertence ao Grupo Claudino, do senador João Claudino (PTB-PI), dono de meio Piauí e ainda com forte influência no Maranhão.

Obra-exemplo
Dilma quer fazer da ampliação do aeroporto de Guarulhos uma obra exemplar: concluída no prazo (seis meses) e sem “termos aditivos”. Estimada pelo governo em R$ 90 milhões, a obra será realizada por R$ 80 milhões pela Delta Engenharia, que apresentou preço menor.

Pela hora da morte
Os brasileiros gastam mais que os americanos com planos de saúde, segundo a revista The Economist. Os EUA atendem de graça em emergências e muito melhor que o SUS “à beira da perfeição”.

Paz e amor
Foi tumultuada a sessão para votar na ONU a resolução contra a Síria, no Conselho de Segurança. O Brasil insistiu até o último momento num acordo com o ditador Assad, apostando em “solução pacífica”.

Pensando bem…
…que falta fez ao Obama um “mensalão” na longa discussão da dívida.

PODER SEM PUDOR
Acordo de político
Ademar de Barros queria ser vice de Getúlio, em 1950, e foi a São Borja (RS) acompanhado do jornalista Samuel Wainer, pedir o posto.
– O senhor tem todas as condições e assim será feito – prometeu Getúlio.
Ademar pediu a garantia por escrito, e Wainer foi encarregado de redigir o compromisso. Texto pronto, Getúlio ponderou:
– Agora vamos pedir ao presidente do nosso partido para assinar.
Saindo da reunião de mãos vazias, Ademar cochichou com Wainer:
– Acho que acabo de ser enrolado…
E foi mesmo: o vice escolhido por Getúlio seria Café Filho.

Assuntos desta notícia


Join the Conversation