PF: sindicato discorda da proposta do Planejamento

A proposta do Ministério do Planejamento de contratar 4 mil servidores temporários para ocupar as vagas de terceirizados que atualmente ocupam cargos administrativos foi repudiada pelo Sindicato Nacional dos Servidos do Plano Especial de Cargos da Polícia Federal (Sinpecpf).

A entidade encaminhou um ofício ao ministério argumentando que a medida desprestigia os servidores administrativos, pois seus postos serão ocupados por profissionais com vínculo precário com a Administração.

De acordo com o diretor-geral da PF, Leandro Coimbra, informou ao sindicato, os servidores temporários seriam contratados por dois anos com a possibilidade de prorrogação por igual período. Na visão da entidade, se por um lado estarão combatendo os terceirizados, por outro, não vão resolver o problema de falta de pessoal.

Ainda de acordo com a presidente, a medida entra em conflito direto com os pleitos de valorização do servidor administrativo. “Como defender a reestruturação da carreira caso nossas atribuições passem a ser ocupadas por servidores temporários?”, questiona. “Se querem de fato nos valorizar, que trabalhem pela reestruturação”, sentencia. Com informações do Sinpecpf. (Congressoemfoco)

Assuntos desta notícia


Join the Conversation