Irresponsabilidade

Na ânsia de fazer oposição por oposição alguns políticos podem colocar em risco um dos projetos mais importantes do Estado: a conclusão do asfaltamento da BR-364 até Cruzeiro do Sul, passando pelos vários municípios da região.

Uma coisa são as denúncias que emergiram no Ministério dos Transportes, culminando com a demissão do ministro e de vários diretores do Dnit. Denúncias que a própria presidenta Dilma Rousseff mandou apurar com rigor.

Outra coisa é alguns políticos locais pretenderem se aproveitar desta crise para atrapalhar, senão embargar, o andamento das obras de asfaltamento dessa rodovia que este ano pode chegar em sua fase de conclusão.

Durante anos, esses mesmos políticos apoiaram abertamente esse empreendimento. Tiveram todo tempo para questioná-lo e fiscalizá-lo e, ao mudar de lado, querem agora atrasar sua execução ou por tudo a perder.

Evidentemente, que as obras devem ser fiscalizadas. Que o próprio Governo seja o primeiro a exigir das empresas contratadas a correta aplicação dos recursos e a qualidade dos serviços. Disso não se pode abrir mão. Atrasá-la ou até embargá-la é irresponsabilidade.

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation