Acre ganhará Telecentros da Fundação Banco do Brasil

Sendo a internet e a informática uma das principais vias de comunicação no mundo moderno, acessar essas tecnologias deixa de ser opção e torna-se uma necessidade.

Acreditando que este acesso é fundamental na construção do conhecimento e na ampliação das oportunidades de trabalho, principalmente nas pequenas comunidades, é que o deputado Sibá Machado encontrou-se nesta terça-feira (16) com o presidente da Fundação Banco do Brasil, Jorge Streit. Na pauta, a implantação do programa de inclusão digital desta Fundação (Telecentros) no Acre.

Uma das principais iniciativas desse programa é a”Estação Digital”, uma metodologia de implantação de telecentros e de formação de educadores sociais nas comunidades que não têm acesso a essas tecnologias, promovendo a iniciação à informática e reduzindo o índice de exclusão tecnológica nos pequenos municípios.

Como funciona

As estações digitais são espaços públicos dotados de equipamentos onde qualquer pessoa pode desenvolver suas potencialidades com o acesso à internet. Cada estação tem, em geral, dez computadores, uma impressora, um servidor, mobiliário, internet banda larga via rádio, satélites privados ou de um grande parceiro da Fundação, o Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam).

Os educadores sociais

Os educadores sociais, treinados para elaborar projetos de sustentabilidade, executá-los e até cobrar valores simbólicos de quem tem condições de pagar pelo acesso a fim de garantir recursos mínimos para manter o espaço, orientam os usuários a tirar o maior proveito das ferramentas disponíveis para melhorar as condições econômicas, sociais, culturais e políticas da comunidade. E tudo é feito sob o olhar vigilante de um “fiscal”: o gerente da agência do Banco do Brasil na cidade.

 

Criadas em julho de 2004, cada estação custa, para a FBB, R$ 55 mil, incluindo o curso de capacitação para três educadores por unidade. A idéia e implantar cinco unidades destes Telecentros no Acre, em locais ainda a serem definidos pelo deputado. Outro projeto de tecnologia social da FBB em andamento no Acre é o PAIS (Produção Agroecológica Integrada e Sustentável), a ser implementado no município de Porto Acre. (Da Assessoria com informações da FBB)

Assuntos desta notícia


Join the Conversation