Angelim assina a ordem de serviço para reforma da prefeitura do Centro

O prefeito Raimundo Angelim assinou ontem, 22, ordem de serviço para a reforma e adequação do prédio da Prefeitura de Rio Branco, na Praça Plácido de Castro. As obras estão estimadas em R$ 4.695.340,49 com recursos do BNDES/Pmat.
Precentro
A ordem prevê a substituição da cobertura existente por uma ‘termo-acústica’, troca total dos revestimentos internos e externos como piso, forro, revestimentos cerâmicos e pintura;  aplicação de novos revestimentos como granito, forro em gesso, acartonado, pastilhas de vidro; aplicação de brises nas fachadas externas (fundos); instalação da rede de cabeamento telefônico, lógico e ar condicio-nado; nova proposta luminotécnica e recuperação da área de estacionamento e do jardim.

Vencedora da concorrência pública, a Empresa de Engenharia em Eletricidade e Comércio Ltda (Etenge) prevê a geração de 80 empregos diretos com a obra que demandará cerca de 9 meses de trabalho. Um painel do artista plástico acreano Sansão Pereira será instalado no hall de entrada para os visitantes e usuários conhecerem o Hotel Chuí, o qual funcionava no prédio antes de ser ocupado pela prefeitura. “Já assinei muitas ordens de serviço mas esta é especial”, disse Angelim.

 “Nós devemos ter orgulho desta prefeitura”, completou, agradecendo aos antigos ocupantes de salas no prédio, como o barbeiro Ziza Alves da Costa, que trabalha no local há 33 anos. “Notícia melhor que essa não há”, afirmou Ziza sobre o anúncio da reforma. “Vai ficar melhor para nós e para os usuários”, completou.

Por se tratar de um edifício que já abrigou a cadeia pública e o Hotel Chuí, o edifício sede da prefeitura  não foi planejado para receber as secretarias que hoje funcionam naquele local, gerando, uma série de adaptações e improvisações  ao longo dos anos.  A reforma atual prevê uma nova setorização  dos ambientes e um outro padrão de acabamento  tanto internamente quanto externamente. A proposta uma “limpeza” da fachada através da recuperação das antigas  varandas, da retirada dos aparelhos de ar condicionado da fachada e da substituição das esquadrias existentes por novas esquadrias em vidro temperado. (Ascom PMRB)

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation