Angelim inspeciona unidades de saúde de Rio Branco

O prefeito Raimundo Angelim deu início nesta quinta-feira, 18, à série de inspeções às unidades de saúde de Rio Branco, começando pelo Centro de Saúde Rosângela Pimentel, no Calafate.
Sade_pmrb
A visita foi acompanhada pelo secretário de Saúde, Osvaldo Leal, que lembrou tratar-se de uma unidade cuja característica é o profundo envolvimento com a comunidade. Angelim conversou com usuários e trabalhadores, e constatou que o atendimento está sendo realizado da melhor forma possível. “Queremos as pessoas sendo bem atendidas, de modo eficiente e humano”, disse o prefeito. “Esse acompanhamento tem dado resultados muito interessantes”, completou Osvaldo Leal.

Além da proximidade com a comunidade, o centro é sede do Curso de Especialização em Homeopatia, mantido através de uma parceria que envolve a Prefeitura de Rio Branco e a Universidade Federal do Acre (Ufac). As aulas ocorrerão às  quintas e sextas-feiras.  As atividades práticas acontecem também  no Centro de Saúde Eduardo Assmar, e as teórico-práticas na Ufac.

Os médicos da rede pública de saúde tem suas ausências justificadas, nos dias em que comparecerem às atividades do curso. Os coordeandores criaram um banco de medicamentos homeopáticos para atender à demanda do curso;  uma biblioteca de livros sobre este ramo da medicina, e um programa específico  que permite  a utilização do laboratório de informática  da Ufac para as atividades de teoria e prática. As aulas práticas estão sendo ministradas  no Rosângela Pimentel, e na Unidade de Pronto Atendimento  (UPA) do Tucumã. A parte teórica ocorre na Ufac.

Mas não é só isso: ao lado do CSRP há um complexo de lazer e entrenimento na praça da Igreja de São Miguel. Entre os equipamentos, a Academia da Comunidade é um espaço que funciona  24 horas, tendo acompanhamento de profissionais de educação física pela manhã das 7h às 11h e pela tarde das 16h às 20h.  No Calafate, a assistente social Alcemira Moraes conversa e monitora a pressão arterial dos freqüentadores e afirma que 75% deles –a maioria de idosos –tiveram a saúde melhorada com a prática  regular de exercícios físicos. O verbo utilizado pela assistente foi “resgate” para expressar a retomada de uma vida sadia e com qualidade na Terceira Idade.

O CSRP mantém ainda um grupo de gestantes atualmente com 30 mulheres cadastradas, as quais passam por acompanhamento durante toda a gravidez. “Temos encontros a cada quinze dias e antes do parto as mulheres fazem visita à maternidade para conhecer o ambiente em vão dar à luz”, relatou  Maria do Socorro  Brito, coordenadora da unidade.

As inspeções serão rotina. Angelim quer verificar pessoalmente como as pessoas vem sendo atendidas nos centros de saúde. Na gestão de Angelim,  o sistema de saúde pública deu saltos consideráveis: em 2005, quando assumiu o primeiro mandato, eram 15 as equipes de saúde da família e hoje são 52; naquele ano, o PSF cobria 15% da população e hoje atende a 42%;  A grande maioria das unidades foram reconstruídas e modernizadas, faltando apenas o CS Gentil Perdomo e Barral Y Barral. Em parceria com o Governo do Estado, implementa vários programas. Recentemente, essa parceria comemorou a derrocada da dengue, caso único no País.

Saúde em Movimento: qualidade de vida no Calafate
Sade_pmrb_4
Angelim e Osvaldo Leal também estiveram na quadra da praça, onde monitor da Unimed ministra aulas de educação física para freqüentadores do programa Saúde em Movimento. Os participantes desse  programa passam por avaliação clínica  a cada três meses. São 1,6 mil cadastrados atualmente,  sendo que a maioria é de adultos e pessoas da melhor idade.

São pessoas como  Ivanete Mesquita Leal, de 50 anos, moradora da rua Chico Mendes, no bairro Novo Calafate. Depois de entrar no programa e socializar-se com outras pessoas, passou a sentir-se melhor, a depressão acabou e ela reduziu em muito o uso de vários medicamentos. “De um mês para cá estou me sentindo muito melhor”, contou Ivanete.

O programa Saúde em Movimento é realizado nos seguintes pontos de Rio Branco: Ceja São Francisco, Urap Roney Meireles, Conjunto Mascarenha de Morais,  Parque da Maternidade, PSF dr. Nímio Martinez , Praça Zé da Gravata, Ginásio Coberto, Praça do Bairro Plácido de Castro, SEDSS, Praça Henrique Lima, Recanto dos Buritis.
Sade_pmrb_6
Aos 82 anos, Valdiza Morais da Silva também passou a freqüentar o Saúde em Movimento. O marido, Cosmo, ia sozinho às aulas mas há cerca de quinze dias  Valdiza decidiu acompanhá-lo. “Estou gostando. É bom”, conta ela.

Turista paraibana usa Academia da Comunidade: “é muito bom”
A prática habitual de atividade física com o uso desses equipamentos com acompanhamento por profissionais de educação física e de saúde, além de prevenir, também pode diminuir os fatores de risco das doenças e agravos não transmissíveis, como as doenças cardiovasculares e circulatórias (hipertensão, diabetes, aneurisma cerebral, infarto) e outras. A prática de exercícios é importante porque está comprovado que uma boa saúde e longevidade dependem de fatores como alimentação saudável, baseada em frutas, verduras e carnes brancas; genética; atitude positiva perante a vida e atividades físicas.

Os exercícios estão nesse conjunto de fatores que faz com que a vida seja saudável e prolongada.  Rio Branco evoluiu muito na oferta de espaços, programas e ações que propiciam a prática de exercícios. “Na minha cidade não tem esse tipo de coisa. Só tem academia particular, que a gente de pagar para entrar”, disse Jailsa Nóbrega de Medeiros, que está em Rio Branco a passeio. Veio visitar a filha, moradora do condomínio PAR Calafate, perto da Academia. “É muito bom ter essa academia aqui perto de onde estou”, concluiu Jaílsa, que é funcionária pública na cidade de Várzea, na Paraíba.

Centro é sede do curso de homeopatia
Com sede no Rosângela Pimentel, o  curso de homeopatia é resultado do compromisso entre Prefeitura e Governo do  Acre na melhoria dos indicadores de saúde não apenas em Rio Branco como em todo o Estado. A especialização foi possibilitada também pela atuação do governador Tião Viana ainda no tempo em que era senador da República. Atualmente são dez alunos, todos médicos.

A homeopatia surgiu na Alemanha no final do século 18, e apresenta como característica principal o uso de medicamentos diluídos que têm a propriedade de atuar, ao mesmo tempo, no emocional e no físico. Por este motivo, desenvolveu uma abordagem centrada na pessoa e, além das informações relativas à doença, é necessário também conhecer o paciente em sua integralidade para se efetuar a prescrição.

Desse modo, o homeopata está apto a tratar qualquer tipo de enfermidade, independente da faixa etária ou sexo, respeitando-se as peculiaridades individuais que, em muitos casos, recomendam o encaminhamento simultâneo para outros especialistas, bem como a associação com outros recursos da medicina convencional. “A receptividade está boa. O treinamento vai acontecendo aos poucos”, disse o médico homeopata  Gilberto Vieira, professor da Ufac e coordenador do curso. (Ascom PMRB)

Assuntos desta notícia


Join the Conversation