Consumidores têm prejuízos com quedas freqüentes de energia

Entre terça e quarta-feira, a população de Rio Branco assistiu a uma seqüência de quedas de energia atribuídas a uma falha no sistema na linha de transmissão entre Acre e Rondônia. A Companhia de Eletricidade do Acre (Eletroacre), subsidiária da Eletrobrás, se posicionou sobre os apagões consecutivos informando que aguarda relatório do Sistema Nacional de Energia, mas garantiu de que não se tratava de um problema local. Alguns consumidores já começam a acionar a empresa para o ressarcimento de prejuízos causados pela oscilação de energia.

A bancária Ilvanice Santos é um desses consumidores que tiveram problemas com seus aparelhos eletrodomésticos e eletroeletrônicos durante os dois dias em que ocorreram as interrupções no fornecimento. O freezer e a geladeira da família pararam de funcionar e todo o estoque de carnes foi transferido para a casa de um dos irmãos da bancária. Ao procurar a Eletroacre recebeu a informação de que poderia registrar a reclamação imediata apenas pela geladeira, eletrodoméstico considerado de primeira necessidade e que abriga produtos perecíveis.

O orçamento do motor queimado do freezer ficou em 586 reais e ela ainda não decidiu se aguarda a vistoria da empresa ou se conserta o eletrodoméstico por conta própria. Com o vendedor José Alberto aconteceu o mesmo. Depois da segunda queda de energia na terça-feira, a televisão não funcionou mais. Pelo conserto pagou R$ 150. “Achei melhor deixar pra lá. Esses processos demoram muito”.

Mas o que fazer nesses casos? Ao contrário do que muita gente pensa, o Procon não recebe este tipo de reclamação que deve ser formalizada diretamente na empresa fornecedora de energia, no caso a Eletroacre. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) determina como direito do consumidor a restituição em caso de prejuízos causados por falhas no fornecimento de energia e orienta que a avaliação destes danos deve ser feita em 10 dias. O aparelho não deve ser consertado pelo consumidor, sob pena de quer que exigir esse direito na Justiça posteriormente.

A reclamação pode ser feita pelos canais de atendimento disponíveis. A Eletroacre mantém serviço de atendimento na sede da empresa, na Cohab do Bosque, e na OCA Rio Branco. Dispõe ainda do número 0800 647 7196 e de espaço para reclamações pelo site www.eletroacre. com.br.  Para informar a Aneel sobre problemas no fornecimento de energia elétrica no Estado, o consumidor pode ligar para 167. Em 2010, o governador Binho Marques exigiu da Eletroacre/Eletrobrás e Operadora Nacional do Sistema de Energia esclarecimento sobre as freqüentes quedas de energia, fato atribuído na época a problemas de transmissão no Linhão. Um ano depois a população do Acre vive o mesmo problema e continua sem respostas. 

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation