Especialistas em manejo Florestal conhecem trabalhos na Floresta Antimary

“O Acre é exemplo na atividade de Manejo Florestal Sustentável no Mundo”. Com essas palavras o Diretor Assistente da Organização Internacional de Madeiras Tropicais, Eduardo Mansour e outros engenheiros florestais do Japão, China, Estados Unidos e de outros países definiram os trabalhos que estão sendo realizados dentro da Floresta Estadual do Antimary.
Engenheiros_do_Antimary
Os especialistas em manejo florestal passaram dois dias na reserva, localizada no município de Sena Madureira, distante 110 quilômetros de Rio Branco, e puderam verificar de perto os trabalhos de exploração sustentável na região.

A visita dos engenheiros de vários continentes à Floresta Estadual do Antimary faz parte da programação do Encontro Internacional de Manejo Florestal Sustentável, organizado pela Fundação de Tecnologia do Acre (Funtac), Secretária de Estado de Floresta (SEF) e Organização Internacional de Madeiras Tropicais (ITTO). Comemora também o ano Internacional da Floresta estipulado pela União das Nações Unidas (ONU).

A abertura do encontro ocorreu na Biblioteca da Floresta no início desta semana e contou com a presença do Senador Jorge Viana, que também é engenheiro florestal.

O encontro que seguiu uma extensa programação serviu para redefinir as diretrizes das políticas sustentáveis de manejo florestal criadas pela ITTO, já que as primeiras normas foram criadas em 1990 e é preciso que sejam revisadas.

De acordo com o Diretor do ITTO, antigamente as pessoas pensavam o manejo florestal só como um serviço madeireiro, somente com a retirada de madeira. “Hoje as pessoas entendem a floresta não somente como produtor de madeira, mas como uma fabrica de vários tipos de produto e serviços que são utilizados”, explicou Eduardo Mansour.

Segundo o especialista, a floresta amazônica é muito rica e fornece a madeira e outros produtos, como a castanha, o Látex, açaí, óleos de todas as qualidades para a área cosmética, além de vários outros produtos como plantas e sementes medicinais.

A visita até a Floresta Estadual do Antimary serviu como uma forma de proporcionar aos especialistas da ITTO, as condições necessárias para a verificação da atividade de exploração realizada na região. Foram mostradas as formas de derrubada e as normas para que isso ocorra, como a espessura das árvores, as estradas que devem ser construídas para a qualidade da retirada da madeira e a preservação da fauna na região explorada.

Os membros da ITTO depois de analisar todas as atividades realizadas na floresta do Antimary definiram que o Acre continua sendo a região de melhor exemplo de manejo florestal sustentável em floresta nativa.

A Secretaria de Estado de Floresta (SEF) que é responsável pela reserva florestal do Antimary reformou toda a estrutura do acampamento sede da região, ampliando os apoios e dando condições necessárias para as 54 famílias que vivem na reserva preservar e conservar a floresta.

O Secretário de Floresta, João Paulo Mastrangelo, falou que a realização desse encontro, confirma que as políticas de manejo floresta sustentável no Acre estão dando certo.

E acrescentou dizendo que tudo isso já mostra como as comunidades podem ter renda por meio da floresta, pois na Floresta Estadual do Antimary, todas as famílias recebem aproximadamente R$ 880 mensais do Manejo Florestal da reserva. (Agência Acre)

Assuntos desta notícia


Join the Conversation