Estatísticas demonstram os números negativos nas rodovias de RO e do Acre

A 21ª Superintendência Regional da Polícia Rodoviária Federal em Rondônia e Acre (21ª SRPRF), registrou no 1º período de 2010, entre 1 º de janeiro a 30 de junho, 1 .858 acidentes, com 1.218 feridos e 59 óbitos. Já em 2011, somente no mesmo período (de janeiro a junho), a 21ª SRPRF, registrou 2.165 acidentes, com 1.498 feridos. Já o número de mortos em acidentes no ano de 2011, registrados pelas estatísticas da PRF, quase que dobrou, chegando a 80 mortes nas estradas.
Ainda de acordo com números da PRF, só no último final de semana (de 19 a 21 de agosto), foram registrados 50 acidentes, com 32 acidentes e duas mortes. A maior causa dos altos índices de acidentes, de acordo com o chefe da seção de fiscalização e policiamento do 21ª SRPRF em Rondônia e Acre, Inspetor Ribeiro, ainda é o excesso de velocidade a imprudência por parte dos condutores.

“A PRF realiza atividades rotineiras que envolvem policia-mento e fiscalização das rodovias federais nos estados de Rondônia e Acre e o objetivo é garantir a segurança dos cidadãos que transitam pelas estradas, tanto no combate a todo tipo de crime, quanto na busca pela redução da incidência de acidentes e suas conseqüên-cias, mas para o chefe da seção de fiscalização e policiamento da PRF” explica o inspetor da PRF: “apesar da presença e permanência da PRF nas rodovias dos dois Estados, com fiscalização rigorosa, instalações de radares fotográficos móveis nas pistas, os condutores continuam desrespeitando as normas de trânsito e cometendo diversas infrações”, alertou.

Segundo o chefe da seção de fiscalização e policiamento da PRF, o órgão tem intensificado as fiscalizações, principalmente entre o trecho da BR-364, que compreende Ariquemes e Ji-Paraná, onde os índices de acidentes é maior. “Registramos diariamente cerca de 200 a 250 autos de infração por excesso de velocidade”, relatou. 

O inspetor Ribeiro alertou ainda que as previsões e estatísticas sejam negativas em relação aos índices de acidentes nas estradas de Rondônia e Acre. “Apesar da presença e permanência da PRF nas rodovias dos dois Estados, com fiscalização rigorosa, instalações de radares fotográficos móveis nas pistas, os condutores continuam desrespeitando as normas de trânsito e cometendo diversas infrações. Infelizmente, a tendência é que o número de acidentes nas estradas e suas prováveis conseqüências, dobrem até o final do ano de 2011”, alertou Ribeiro. (Rondônia Notícias)

Assuntos desta notícia


Join the Conversation