Pular para o conteúdo

Filho de delegado se enforca com a alça de guitarra

O jovem Illimani Lima Suarez Filho, de 25 anos, filho do delegado Illimani Suarez, foi encontrado morto no quarto de sua casa, na manhã de ontem. Ele foi achado com a alça de uma guitarra no pescoço, com sinais de enforcamento. A tal alça estava presa a um armador de rede. A família, ainda perplexa, não sabe os motivos que o levaram a cometer o suposto suicídio. O corpo foi velado na Capela São Francisco, próximo ao Maria Farinha.
Jovem-3008
A polícia trabalha com outras hipóteses além do suicídio. Um mistério sobre o caso é que em seu celular havia uma mensagem não enviada à sua namorada, às 3h da madrugada de segunda. 

‘Illisinho’, como era carinhosamente conhecido pelos amigos, era bacharel em Direito e servidor do Ministério Público Estadual. Ele não apresentava histórico de depressão e não deixou nenhum bilhete que justificasse a suposta atitude de tirar a própria vida. Ele se preparava para prestigiar o Rock In Rio, que acontece em setembro. 

Illimani foi achado pela mãe, Norma Tinoco, por volta das 11h. Ela havia ido ao quarto do filho chamá-lo para ir ao trabalho.

Na rede social, Facebook, amigos manifestaram votos de solidariedade à família e deixaram mensagens de adeus ao colega. “Convivi com o Illimani Filho durante 1 ano na Uninorte. Foi meu aluno em Legislação Penal Especial I e II. Um garoto de uma educação ímpar, simpático, estudioso, com um futuro promissor pela frente. Eu estou… sem acreditar”, declarou Neto Ribeiro, que foi professor de Illimani na época da faculdade.