Filho de delegado se enforca com a alça de guitarra

O jovem Illimani Lima Suarez Filho, de 25 anos, filho do delegado Illimani Suarez, foi encontrado morto no quarto de sua casa, na manhã de ontem. Ele foi achado com a alça de uma guitarra no pescoço, com sinais de enforcamento. A tal alça estava presa a um armador de rede. A família, ainda perplexa, não sabe os motivos que o levaram a cometer o suposto suicídio. O corpo foi velado na Capela São Francisco, próximo ao Maria Farinha.
Jovem-3008
A polícia trabalha com outras hipóteses além do suicídio. Um mistério sobre o caso é que em seu celular havia uma mensagem não enviada à sua namorada, às 3h da madrugada de segunda. 

‘Illisinho’, como era carinhosamente conhecido pelos amigos, era bacharel em Direito e servidor do Ministério Público Estadual. Ele não apresentava histórico de depressão e não deixou nenhum bilhete que justificasse a suposta atitude de tirar a própria vida. Ele se preparava para prestigiar o Rock In Rio, que acontece em setembro. 

Illimani foi achado pela mãe, Norma Tinoco, por volta das 11h. Ela havia ido ao quarto do filho chamá-lo para ir ao trabalho.

Na rede social, Facebook, amigos manifestaram votos de solidariedade à família e deixaram mensagens de adeus ao colega. “Convivi com o Illimani Filho durante 1 ano na Uninorte. Foi meu aluno em Legislação Penal Especial I e II. Um garoto de uma educação ímpar, simpático, estudioso, com um futuro promissor pela frente. Eu estou… sem acreditar”, declarou Neto Ribeiro, que foi professor de Illimani na época da faculdade.

Assuntos desta notícia


Join the Conversation